BLOG DE NOTICIAS DE MUZAMBINHO

Notícias e Assuntos de Interesse da Cidade



Tomate lan√ßa bloco Amanhecer para Carnaval de 2015. Já no Domingo e segunda, o artista se apresenta pela primeira vez no Carnaval de Minas Gerais, nas cidades de Muzambinho e Pompéu.
Correspondente banc√°rio √© assaltado em bairro de Guaxup√©, MG Um estabelecimento que funciona como correspondente bancário foi assaltado no início da tarde desta quarta-feira (17) na Rua Agostinho Barbalho, no bairro Recreio dos Bandeirantes, em Guaxupé (MG ... sentido à Rua Muzambinho. Durante a fuga, ele ...

Últimas notícias de MUZAMBINHO MG:

ÔĽŅ
O dia em que Milton Neves viu Muzambinho-MG pela primeira vez pela TV! E chorou! No dia 13 de setembro, a redação do Portal Terceiro Tempo, recebeu o seguinte e-mail de Célio Sales, o Célinho, onde nele continha a reportagem sobre a emoção do jornalista e apresentador Milton Neves ao ver sua cidade natal Muzambinho, localizada no ...
√Ēnibus da banda Cheiro de Amor sofre acidente em Olindina. O Cheiro de Amor fez show no sábado em Muzambinho (MG) e depois seguiu para a apresentaçã o em Olindina, já próximo de Sergipe. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não registrou o acidente.

Empres√°rios mineiros apresentam reivindica√ß√Ķes ao secret√°rio Rog√©rio Nery Cerca de 70 empresários mineiros, liderados pelo presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), Emílio ... Manhumirim, Mutum, Muzambinho, Ouro Preto, Pará de Minas, Patos de Minas, Pedra ...
Obitu√°rio - 11 de setembro de 2014 Memorial Jardim Santo André. MARCELLO ELIAS, 74. Natural de Guaranésia (MG). Dia 9. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires. JOSÉ MARIA DA SILVA, 74. Natural de Muzambinho (MG). Dia 9. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá. ELSO TAMAGNINI ...
Jovem craque de Cabo Verde-MG e Muzambinho-MG, ex-colega de Lucas, Casemiro e Bruno Uvini no S√£o Paulo procura clube. Veja! Felipe Silva, lateral-esquerdo de muita habilidade possui um ótimo currículo. Ele está à procura de um clube que possa oferecer uma oportunidade para poder brilhar e fazer história no futebol. Abaixo, no vídeo, você pode conferir todos os dados e ...

Tempo e Temperatura:

√Ēnibus da banda Cheiro de Amor sofre acidente em Olindina. O Cheiro de Amor fez show no sábado em Muzambinho (MG) e depois seguiu para a apresentaçã o em Olindina, já próximo de Sergipe. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não registrou o acidente.
Empres√°rios mineiros apresentam reivindica√ß√Ķes ao secret√°rio Rog√©rio Nery Cerca de 70 empresários mineiros, liderados pelo presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado de Minas Gerais (Federaminas), Emílio ... Manhumirim, Mutum, Muzambinho, Ouro Preto, Pará de Minas, Patos de Minas, Pedra ...
Funcion√°rios do IF de Muzambinho ficam feridos em acidente na BR-146 Quatro funcionários do Instituto Federal de Muzambinho (MG) ficaram feridos em um acidente entre um carro e uma carreta na BR-146, próximo a Cabo Verde (MG), na noite desta quarta-feira (3). Segundo a Polícia Rodoviária Federal de Poços de Caldas (MG ... ÔĽŅ
MG: helic√≥ptero cai na represa de Furnas Um helicóptero caiu por volta das 12h deste sábado na represa de Furnas, próximo ao município de Fama, em Minas Gerais, segundo informações confirmadas pelo Corpo de Bombeiros de Alfenas. De acordo com os bombeiros, duas equipes de busca e salvamento ...
Tomate lan√ßa bloco Amanhecer para Carnaval de 2015. Já no Domingo e segunda, o artista se apresenta pela primeira vez no Carnaval de Minas Gerais, nas cidades de Muzambinho e Pompéu.
Correspondente banc√°rio √© assaltado em bairro de Guaxup√©, MG Um estabelecimento que funciona como correspondente bancário foi assaltado no início da tarde desta quarta-feira (17) na Rua Agostinho Barbalho, no bairro Recreio dos Bandeirantes, em Guaxupé (MG ... sentido à Rua Muzambinho. Durante a fuga, ele ...
O dia em que Milton Neves viu Muzambinho-MG pela primeira vez pela TV! E chorou! No dia 13 de setembro, a redação do Portal Terceiro Tempo, recebeu o seguinte e-mail de Célio Sales, o Célinho, onde nele continha a reportagem sobre a emoção do jornalista e apresentador Milton Neves ao ver sua cidade natal Muzambinho, localizada no ...
√Ēnibus da banda Cheiro de Amor sofre acidente em Olindina. O Cheiro de Amor fez show no sábado em Muzambinho (MG) e depois seguiu para a apresentaçã o em Olindina, já próximo de Sergipe. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) não registrou o acidente.
Contundido, Claudinei desfalca Atl√©tico-MG em cl√°ssico O Atlético Mineiro encerrou na manhã deste sábado a sua preparação para o clássico com o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, com a confirmação de uma baixa. O volante Claudinei está contundido e não foi ...
Inc√™ndio destr√≥i 6 mil hectares de vegeta√ß√£o na zona rural de Guap√© O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar um incêndio, na manhã deste sábado (20), que destruiu cerca de seis mil hectares de vegetação em Guapé (MG). O fogo começou há pelo menos quatro dias, próximo à Fazenda Bonanza. Segundo os bombeiros ...
√Ä espera de J√ī, Levir relaciona Josu√© e Pierre para o cl√°ssico no Mineir√£o Volantes Josué e Pierre atuaram no treino do Atlético-MG na Cidade do Galo (Foto: Bruno Cantini) Na manhã deste sábado, os jogadores do Atlético-MG fizeram a última atividade antes do clássico contra o Cruzeiro, neste domingo, às 16h (de Brasília ...
Victor n√£o v√™ rival como favorito e lembra t√≠tulos do Galo no Mineir√£o Victor, goleiro do Atlético-MG, lembra que o time é forte também no Mineirão (Foto: Bruno Cantini) Clássico é clássico e vice-versa. O velho ditado do futebol é usado pelo goleiro Victor em sua análise da partida deste domingo entre Cruzeiro e ...
Cl√©sio Andrade presta depoimento ao Minist√©rio P√ļblico em MG O ex-senador Clésio Andrade prestou depoimento na tarde desta sexta-feira ao Ministério Público em Minas Gerais (MP/MG) sobre seu envolvimento no esquema de desvio de recursos do Sistema Social do Transporte (Sest) e do Serviço Nacional de Aprendizagem ...
J√ī e Claudinei s√£o d√ļvidas do Atl√©tico-MG para o cl√°ssico de domingo O Atlético-MG não teve tempo para descansar após vencer o Goiás, no Serra Dourada. Os jogadores desembarcaram no Aeroporto de Confins nesta sexta-feira, e seguiram diretamente para a Cidade do Galo, iniciando a preparação para o clássico de domingo ...
Atl√©tico-MG Com um primeiro tempo perfeito, o Atlético-MG superou os vários desfalques em campo e, mesmo fora de casa, conseguiu bater o Goiás por 3 a 2, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, jogando no Serra Dourada, a equipe mineira ...
Atl√©tico-MG supera Goi√°s e volta a sonhar com G-4 GOIÂNIA - O Atlético-MG se deu o luxo de poupar alguns jogadores importantes na partida desta quinta-feira, contra o Goiás, no Serra Dourada, e mesmo assim, encontrou muita facilidade para vencer os esmeraldinos por 3 a 2, em noite terrível da defesa ...

MUZAMBINHO MG tspan:3m MUZAMBINHO MG
Selecionamos as principais not√≠cias da cidade de MUZAMBINHO MG. Os acontecimentos pol√≠ticos, acidentes de tr√Ęnsito nas rodovias, fatos do centro, dos bairros e do interior. Pesquisamos tamb√©m os jornais locais e as redes sociais, bem como o site da prefeitura.

O trabalho jornal√≠stico consiste em capta√ß√£o e tratamento escrito, oral, visual ou gr√°fico, da informa√ß√£o em qualquer uma de suas formas e variedades. O trabalho √© normalmente dividido em quatro etapas distintas, cada qual com suas fun√ß√Ķes e particularidades: pauta, apura√ß√£o, reda√ß√£o e edi√ß√£o.A pauta √© a sele√ß√£o dos assuntos que ser√£o abordados. √Č a etapa de escolha sobre quais ind√≠cios ou sugest√Ķes devem ser considerados para a publica√ß√£o final. A apura√ß√£o √© o processo de averiguar informa√ß√£o em estado bruto (dados, nomes, n√ļmeros etc.). A apura√ß√£o √© feita com documentos e pessoas que fornecem informa√ß√Ķes, chamadas de fontes. A intera√ß√£o de jornalistas com suas fontes envolve freq√ľentemente quest√Ķes de confidencialidade.A reda√ß√£o √© o tratamento das informa√ß√Ķes apuradas em forma de texto verbal. Pode resultar num texto para ser impresso (em jornais, revistas e sites) ou lido em voz alta (no r√°dio, na TV e no cinema). A edi√ß√£o √© a finaliza√ß√£o do material redigido em produto de comunica√ß√£o, hierarquizando e coordenando o conte√ļdo de informa√ß√Ķes na forma final em que ser√° apresentado. Muitas vezes, √© a edi√ß√£o que confere sentido geral √†s informa√ß√Ķes coletadas nas etapas anteriores. No jornalismo impresso (jornais e revistas), a edi√ß√£o consiste em revisar e cortar textos de acordo com o espa√ßo de impress√£o pr√©-definido. A diagrama√ß√£o √© a disposi√ß√£o gr√°fica do conte√ļdo e faz parte da edi√ß√£o de impressos. No radiojornalismo, editar significa cortar e justapor trechos sonoros junto a textos de locu√ß√£o, o que no telejornalismo ganha o adicional da edi√ß√£o de imagens em movimento.

Tags: √öltimas Not√≠cias, MUZAMBINHO MG, Cidade, Interior, Segunda, Ter√ßa, Quarta, Quinta, Sexta, S√°bado, Domingo, Carro, Elei√ß√Ķes, Crime, Estrada, Rodovia, Acesso, Greve, Elei√ß√Ķes, Festa, Granizo, Chuva, Enchente,Anivers√°rio, Pr√™mio, M√™s, Fim de Semana, Hoje, Ontem, Anteontem, Hora, Pouco Tempo, Agora h√° Pouco, Mulher, Homem, Fam√≠lia, Crian√ßa, Portal,Pessoas, Como saber, Onde eu Acho, Site, Blog, Di√°rio,Protesto,Inaugura√ß√£o, Cassa√ß√£o, Cassado, Show, Apresenta√ß√£o, Espet√°culo, Fotos, V√≠deos, Imagens, Previs√£o, Caminh√£o, V√≠timas, Situa√ß√£o, Oposi√ß√£o, Elei√ß√Ķes, Enquete, Votos, Apura√ß√£o, Tr√Ęnsito, Opera√ß√£o, PF, Delegacia, Praia, Localidade, Animais, Ver Fotos.

Quando acontece um crime virtual voc√™ sabia que pode fazer sua den√ļncia pela internet em uma delegacia virtual?

Delegacias Especializadas em Crimes Cibernéticos por Estado:

Nos Estados da Federação onde não existirem delegacias especializadas, procure a mais próxima da sua residência.

Distrito Federal

Polícia Civil - Divisão de Repressão aos Crimes de Alta Tecnologia (DICAT)

Endere√ßo: Sia Trecho 2, Lote 2.010, 1¬ļ andar, Bras√≠lia- Distrito Federal.

CEP: 71200-020

Telefone: (0xx61) 3462-9533

E-mail: dicat@pcdf.df.gov.br

OBS: A DICAT √© uma¬†Divis√£o¬†especializada em crimes tecnol√≥gicos que tem como atribui√ß√£o assessorar as demais unidades da Pol√≠cia Civil do Distrito Federal. Como Divis√£o,¬†a DICAT n√£o atende ao p√ļblico, n√£o registra ocorr√™ncias nem instaura inqu√©ritos policiais.¬†A finalidade da DICAT √© prestar apoio √†s Delegacias de Pol√≠cia do DF nas investiga√ß√Ķes de crimes que envolvam o uso de alta tecnologia, como computadores e Internet, agindo sob provoca√ß√£o das Delegacias que necessitarem de aux√≠lio no "universo virtual", exemplificativamente. Ou seja: qualquer Delegacia do Distrito Federal poder√° fazer o Registro da Ocorr√™ncia, investigar, e qualquer dificuldade ou necessidade de um apoio mais t√©cnico, solicita aux√≠lio √† DICAT.

Desse modo, a vítima de crime cibernético no Distrito Federal pode buscar qualquer uma das Delegacias de Polícia (as não especializadas) para realizar registro da ocorrência.

Por fim, a DICAT recebe den√ļncias de crimes cibern√©ticos (que s√£o repassadas aos √≥rg√£os competentes) e presta esclarecimentos sobre condutas a serem adotadas por v√≠timas de crimes cibern√©ticos no DF, quando comunicados ou solicitados por e-mail.

Voltar ao início

Espírito Santo

 

Pol√≠cia Civil - Delegacia de Repress√£o a Crimes Eletr√īnicos¬† Endere√ßo: Avenida¬† Nossa Senhora da Penha, 2290, Bairro Santa Luiza, Vit√≥ria - Esp√≠rito Santo CEP: 29045-403 O N√ļcleo funciona do edif√≠cio-sede da Chefia de Pol√≠cia Civil, ao lado do DETRAN. Telefone: (0xx27) 3137-2607 / 3137-9078 Fax: (0xx27) 3137-9077

E-mail: nureccel@pc.es.gov.br

http://www.pc.es.gov.br/nureccel.asp

Voltar ao início

Goi√°s

 

Pol√≠cia Civil - Setor de An√°lise da Ger√™ncia de Inteleg√™ncia da Pol√≠cia Civil - Goi√Ęnia - Goi√°s Telefone:¬†(0xx62) 3201-6352 /6357

Voltar ao início

Mato Grosso do Sul

POL√ćCIA CIVIL DE MS - Delegacia Virtual de MS

Rua Des. Leão Neto do Carmo, 154 ? Parque dos Poderes, Campo Grande/MS Telefone: (67) 3318-7981 Site: http://www.pc.ms.gov.br E-mail: devir@pc.ms.gov.br Titular: Delegado Jefferson Nereu Luppe Supervisor: Investigador Adilson Costa

Voltar ao início

Minas Gerais

DEICC - Delegacia Especializada de Investiga√ß√Ķes de Crimes Cibern√©ticos

Av. Nossa Senhora de F√°tima, 2855 - Bairro Carlos Prates Belo Horizonte - M.G. (ao lado da esta√ß√£o de Metr√ī Carlos Prates) Fone : 31-3212-3002

Delegados Dr. Bruno Tasca Cabral Dr. Pedro Paulo Uchoa Fonseca Marques

Voltar ao início

Par√°

Polícia Civil - Delegacia Virtual

http://www.delegaciavirtual.pa.gov.br

comunicacao@policiacivil.pa.gov.br

Voltar ao início

Paran√°

Pol√≠cia Civil - N√ļcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber)

Endere√ßo: Rua Jos√© Loureiro, 376, 1¬ļ Andar, sala 1, Centro, Curitiba- Paran√°

CEP: 80010-000

Telefone: (0xx41) 3323 9448

E-mail: cibercrimes@pc.pr.gov.br

Voltar ao início

Pernambuco

Policia Civil - Delegacia Interativa

Voltar ao início

Rio de Janeiro

Polícia Civil - Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI)

Endere√ßo: Rua Professor Clementino Fraga, n¬ļ 77, Cidade Nova (pr√©dio da 6¬™ DP), Rio de Janeiro- Rio de Janeiro

CEP: 20230-250

Telefone: (0xx21) 3399-3200/3201/3203 ou (0xx21) 2242-3566

E-mails: drci@policiacivil.rj.gov.br / drci@pcerj.rj.gov.br

Voltar ao início

Rio Grande do Sul

Delegacia de Repress√£o aos Crimes Inform√°ticos (DRCI)¬†junto ao Departamento Estadual de Investiga√ß√Ķes Criminais (DEIC)

Delegacia Online: https://www.delegaciaonline.rs.gov.br/dolpublico/index.jsp Endereço: Av. Cristiano Fischer, 1440 Porto Alegre / RS CEP: 91410-000 Telefone: (0xx51) 3288.9815, 3288.9817 E-mail: drci@pc.rs.gov.br Twitter: www.twitter.com/drci_rs

Voltar ao início

S√£o Paulo

Pol√≠cia Civil - 4¬™ Delegacia de Delitos Cometidos por Meios Eletr√īnicos ¬Ė DIG/DEIC

Avenida Zack Narchi,152 - Carandiru, S√£o Paulo - S√£o Paulo

OBS: Pr√≥ximo √† antiga deten√ß√£o do Carandiru, pr√≥ximo ao Center Norte, esta√ß√£o do metr√ī do Carandiru

Telefone: (0xx11) 2221-7030 (0xx11) 6221-7030 / 6221-7011 (ramal 208)

E-mail: 4dp.dig.deic@policiacivil.sp.gov.br

Via http://www.safernet.org.br/


Pesquisadores brasileiros descobrem relevante comunicação sobre a tendinite

Estudo realizado por pesquisadores do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) identificou genes relacionados ao desenvolvimento da tendinite em atletas da seleção de voleibol masculino.

Os resultados indicaram que alterações dos genes BMP4 e do FGF3, além da idade e do tempo da prática esportiva, contribuem para desencadear o processo de degeneração que ocorre nos tendões dos jogadores.

A pesquisa foi realizada com 138 jogadores do voleibol masculino, de 18 a 35 anos, que praticam treinamento de quatro a cinco horas por dia. O grupo andamentou por entrevista e análise clínica. Do total, 86 não apresentavam histórico de dor sugestiva de tendinopatia, nome científico da doença.

Os outros 52 atletas sentiam dor progressiva nos tendões do ombro, quadril, joelho e tornozelo, sendo 58% com maior incidência na patela (joelho). Os diagnósticos foram confirmados com exame de ressonância magnética.

O trabalho, publicado no Journal of Science and Medicine in Sport, está sendo apresentado a treinadores, médicos e fisioterapeutas da seleção de vôlei e de clubes de voleibol. “Sabendo quem tem risco de elaborar a doença, por meio de testes de identificação dos marcadores genéticos, os treinadores poderão decidir por novas condutas de exercícios para preservar e proteger os atletas antes mesmo do problema aparecer”, afirma José Inácio Salles, coordenador do Laboratório de Pesquisa Neuromuscular do Into.

A tendinite afeta 38% dos jogadores de alto rendimento e provoca a degeneração dos tendões (estrutura fibrosa que une o músculo ao osso) pelo excesso de esforço repetitivo devido à prática esportiva. Em geral, a degeneração é mais usual nos tendões do ombro, joelho e tornozelo, e pode surgir em decorrência de uma lesão, envelhecimento ou excesso de uso, como é o caso dos atletas.

O DNA dos atletas

Pesquisadores do Centro de Terapia Celular e Bioengenharia Ortopédica do Into colheram amostras de saliva de todos os atletas para estudo do DNA, em parceria com a Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos.

A análise revelou que atletas com genótipo polimórfico GT+TT, para o gene BMP4, têm 2,4 vezes mais suscetibilidade de ter a tendinite no periodo de o treinamento. A idade (faixa dos 27 anos) associada ao tempo de prática do esporte (cinco anos pelo menos) também foram considerados fatores de risco. A associação entre a doença e o gene BMP4 foi confirmada.

A pesquisadora Priscila Casado, responsável pelo projeto, destacou a importância científica dos resultados. “Conseguimos identificar genes específicos associados a uma doença que atinge grande parte dos atletas, entre os 25 mil genes humanos existentes. Com isso, caracterizamos um dos principais fatores que pode causar a tendinopatia”, explicou.


Campanha "√ďleo usado e doado, Brasil preservado" incentiva o p√ļblico a juntar os res√≠duos e fazer a doa√ß√£o a cooperativas

√ďleo de cozinha pode contaminar 20 mil litros de √°guaA Usina de Biodiesel de Quixad√° (CE) processa por m√™s, cerca de, 14 mil litros de √ďleos e Gorduras Residuais (OGR), o √≥leo de cozinha usado, transformando-o em biocombust√≠vel. A subsidi√°ria pretende avan√ßar no projeto e ampliar a produ√ß√£o a partir desta mat√©ria-prima que garante produ√ß√£o sustent√°vel a pre√ßos competitivos, al√©m de relevantes benef√≠cios ambientais e sociais.

Para otimizar o trabalho de conscientiza√ß√£o popular, foi lan√ßada h√° cinco meses a campanha <<√ďleo usado e doado, Brasil preservado>>, que atinge toda a capital cearense. O projeto foi formatado em parceria com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicl√°veis de Fortaleza e Regi√£o Metropolitana (Coopmares) e com oito revendas da Liquig√°s. O escopo √© incentivar o p√ļblico a juntar o √≥leo de cozinha e fazer a doa√ß√£o para a cooperativa por meio do entregador de botij√£o de g√°s.

Com a campanha, ao receber o g√°s em casa, o morador tem acesso a folhetos explicativos sobre as vantagens ambientais e sociais do reaproveitamento do √≥leo de fritura. O material orienta ainda que os interessados em participar poder√£o armazenar este res√≠duo l√≠quido em garrafa de pl√°stico e entregar a um colaborador das revendas autorizadas da Liquig√°s em Fortaleza. ¬ďEste √© um trabalho de conscientiza√ß√£o social e de mudan√ßa de cultura. √Č um processo lento, mas j√° tivemos avan√ßos. J√° houve revendas que nos trouxe 265 litros de √≥leo, como a unidade de Quintino Cunha. A expectativa √© que esse n√ļmero aumente¬Ē, destaca o gerente setorial de Produ√ß√£o Agr√≠cola Semi√°rido Norte da Petrobras Biocombust√≠vel, Paulo Roberto Dias. Com escopo de incrementar o uso dessa fonte de suprimento, foi estruturado o Programa Cuidar, que tem como escopo a produ√ß√£o de biodiesel a partir de OGR. O programa visa a alertar a popula√ß√£o para os perigos do descarte inadequado, pois cada litro de √≥leo de cozinha pode contaminar 20 mil litros de √°gua.

A iniciativa inclui difus√£o de conhecimento, apoio √† gest√£o e treinamento dos catadores e gestores. √Č esse, exemplificativamente, o trabalho realizado, em Fortaleza, com a Rede de Catadores de Res√≠duos S√≥lidos Recicl√°veis do Estado do Cear√°, com catadores de 18 associa√ß√Ķes. A parceria j√° resultou na aquisi√ß√£o de 74 mil litros de √≥leo de janeiro a julho deste ano.

Como participar

Qualquer pessoa ou empresa que quiser doar o óleo e ainda contribuir com o meio ambiente, pode entrar em contato com a Petrobras Biocombustível, que indicará uma associação ou cooperativa de catadores mais próxima.

Envie sua mensagem para biocombustivel@petrobras.com.br, se possível, comunicando a quantidade e a qualidade do produto que deseja doar. A equipe do Programa Cuidar orientará cada andamento para tornar realidade a doação.

Confira abaixo os pontos de entrega em Fortaleza (CE): - Rua Verbena, 670, Bonsucesso - Rua General Muniz Aragão, 472, Barra do Ceará - Avenida Mozart Pinheiro de Lucena, 2991, Quintino Cunha - Rua Monsenhor Carneiro da Cunha. 130, Luciano Cavalcante - Rua Dr. João Amora, 1303, Vila Manoel Sátiro - Rua Padre Francisco Pita, 600, Jardim das Oliveiras - Avenida João Pessoa, 5727, Montese - Rua Valparaíso, 1600, Conjunto Palmeira
[23]



Pesquisadores brasileiros descobrem importante informação sobre a tendinite

Estudo realizado por pesquisadores do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into) identificou genes relacionados ao desenvolvimento da tendinite em atletas da seleção de voleibol masculino.

Os resultados indicaram que alterações dos genes BMP4 e do FGF3, além da idade e do tempo da prática esportiva, contribuem para desencadear o processo de degeneração que ocorre nos tendões dos jogadores.

A pesquisa foi realizada com 138 jogadores do voleibol masculino, de 18 a 35 anos, que praticam treinamento de quatro a cinco horas por dia. O grupo passou por entrevista e análise clínica. Do total, 86 não apresentavam histórico de dor sugestiva de tendinopatia, nome científico da doença.

Os outros 52 atletas sentiam dor progressiva nos tendões do ombro, quadril, joelho e tornozelo, sendo 58% com maior incidência na patela (joelho). Os diagnósticos foram confirmados com exame de ressonância magnética.

O trabalho, publicado no Journal of Science and Medicine in Sport, está sendo apresentado a treinadores, médicos e fisioterapeutas da seleção de vôlei e de clubes de voleibol. “Sabendo quem tem risco de desenvolver a doença, por meio de testes de identificação dos marcadores genéticos, os treinadores poderão decidir por novas condutas de exercícios para preservar e proteger os atletas antes mesmo do problema aparecer”, afirma José Inácio Salles, coordenador do Laboratório de Pesquisa Neuromuscular do Into.

A tendinite afeta 38% dos jogadores de alto rendimento e provoca a degeneração dos tendões (estrutura fibrosa que une o músculo ao osso) pelo excesso de esforço repetitivo devido à prática esportiva. Em geral, a degeneração é mais comum nos tendões do ombro, joelho e tornozelo, e pode surgir em decorrência de uma lesão, envelhecimento ou excesso de uso, como é o caso dos atletas.

O DNA dos atletas

Pesquisadores do Centro de Terapia Celular e Bioengenharia Ortopédica do Into colheram amostras de saliva de todos os atletas para estudo do DNA, em parceria com a Universidade de Pittsburgh, nos Estados Unidos.

A análise revelou que atletas com genótipo polimórfico GT+TT, para o gene BMP4, têm 2,4 vezes mais suscetibilidade de ter a tendinite durante o treinamento. A idade (faixa dos 27 anos) associada ao tempo de prática do esporte (cinco anos pelo menos) também foram considerados fatores de risco. A associação entre a doença e o gene BMP4 foi confirmada.

A pesquisadora Priscila Casado, responsável pelo projeto, destacou a importância científica dos resultados. “Conseguimos identificar genes específicos associados a uma doença que atinge grande parte dos atletas, entre os 25 mil genes humanos existentes. Com isso, caracterizamos um dos principais fatores que pode causar a tendinopatia”, explicou.


Campanha "√ďleo usado e doado, Brasil preservado" incentiva o p√ļblico a juntar os res√≠duos e fazer a doa√ß√£o a cooperativas

√ďleo de cozinha pode contaminar 20 mil litros de √°guaA Usina de Biodiesel de Quixad√° (CE) processa por m√™s, aproximadamente, 14 mil litros de √ďleos e Gorduras Residuais (OGR), o √≥leo de cozinha usado, transformando-o em biocombust√≠vel. A subsidi√°ria pretende avan√ßar no projeto e ampliar a produ√ß√£o a partir desta mat√©ria-prima que garante produ√ß√£o sustent√°vel a pre√ßos competitivos, al√©m de importantes benef√≠cios ambientais e sociais.

Para otimizar o trabalho de conscientiza√ß√£o popular, foi lan√ßada h√° cinco meses a campanha <<√ďleo usado e doado, Brasil preservado>>, que atinge toda a capital cearense. O projeto foi formatado em parceria com a Cooperativa de Catadores de Materiais Recicl√°veis de Fortaleza e Regi√£o Metropolitana (Coopmares) e com oito revendas da Liquig√°s. O objetivo √© incentivar o p√ļblico a juntar o √≥leo de cozinha e fazer a doa√ß√£o para a cooperativa por meio do entregador de botij√£o de g√°s.

Com a campanha, ao receber o g√°s em casa, o morador tem acesso a folhetos explicativos sobre as vantagens ambientais e sociais do reaproveitamento do √≥leo de fritura. O material orienta ainda que os interessados em participar poder√£o armazenar este res√≠duo l√≠quido em garrafa de pl√°stico e entregar a um colaborador das revendas autorizadas da Liquig√°s em Fortaleza. ¬ďEste √© um trabalho de conscientiza√ß√£o social e de mudan√ßa de cultura. √Č um processo lento, mas j√° tivemos avan√ßos. J√° houve revendas que nos trouxe 265 litros de √≥leo, como a unidade de Quintino Cunha. A expectativa √© que esse n√ļmero aumente¬Ē, destaca o gerente setorial de Produ√ß√£o Agr√≠cola Semi√°rido Norte da Petrobras Biocombust√≠vel, Paulo Roberto Dias. Com objetivo de incrementar o uso dessa fonte de suprimento, foi estruturado o Programa Cuidar, que tem como objetivo a produ√ß√£o de biodiesel a partir de OGR. O programa visa a alertar a popula√ß√£o para os perigos do descarte inadequado, pois cada litro de √≥leo de cozinha pode contaminar 20 mil litros de √°gua.

A iniciativa inclui difus√£o de conhecimento, apoio √† gest√£o e treinamento dos catadores e gestores. √Č esse, por exemplo, o trabalho realizado, em Fortaleza, com a Rede de Catadores de Res√≠duos S√≥lidos Recicl√°veis do Estado do Cear√°, com catadores de 18 associa√ß√Ķes. A parceria j√° resultou na aquisi√ß√£o de 74 mil litros de √≥leo de janeiro a julho deste ano.

Como participar

Qualquer pessoa ou empresa que quiser doar o óleo e ainda contribuir com o meio ambiente, pode entrar em contato com a Petrobras Biocombustível, que indicará uma associação ou cooperativa de catadores mais próxima.

Envie sua mensagem para biocombustivel@petrobras.com.br, se possível, informando a quantidade e a qualidade do produto que deseja doar. A equipe do Programa Cuidar orientará cada passo para efetivar a doação.

Confira abaixo os pontos de entrega em Fortaleza (CE): - Rua Verbena, 670, Bonsucesso - Rua General Muniz Aragão, 472, Barra do Ceará - Avenida Mozart Pinheiro de Lucena, 2991, Quintino Cunha - Rua Monsenhor Carneiro da Cunha. 130, Luciano Cavalcante - Rua Dr. João Amora, 1303, Vila Manoel Sátiro - Rua Padre Francisco Pita, 600, Jardim das Oliveiras - Avenida João Pessoa, 5727, Montese - Rua Valparaíso, 1600, Conjunto Palmeira

Coisas que s√£o mentira e coisas que s√£o verdade sobre a Dengue

Precisamos saber que o maior e melhor remédio para combater a doença é a atitude!

Basta secar os lugares onde tem √°gua parada?

Não adianta só secar os reservatórios de água parada, tem que limpar também. O ovo do mosquito pode se manter viável por mais de um ano sem água!

 

O mosquito da dengue pica apenas durante o dia? O mosquito pica apenas durante o dia, mas n√£o faz zumbido.

 

√Č verdade que apenas a f√™mea pica? Sim. Ela necessita do sangue em seu organismo para amadurecer seus ovos e assim dar seq√ľ√™ncia no seu ciclo de vida. Ela pode colocar at√© 500 ovos durante o seu tempo de vida, que varia de 30 a 45 dias, tempo suficiente para picar at√© 300 pessoas.

 

Velas de citronela ou andiroba ajudam no combate ao mosquito? Não, pois esses recursos têm efeito temporário e indeterminado.

 

O inhame e o complexo B ajudam na prevenção da dengue? Não. As pessoas falam que principalmente o complexo B tem um cheiro muito forte e espanta o mosquito, mas não é verdade. Tomar vitamina B para evitar a aproximação do mosquito não se mostra eficaz, uma vez que o efeito varia de acordo com o metabolismo da pessoa, podendo não repelir o mosquito.

 

√Č poss√≠vel distinguir a picada do Aedes aegypti da picada de um mosquito comum? N√£o. A sensa√ß√£o de eventual coceira ou inc√īmodo √© semelhante √† picada de qualquer outro mosquito.

 

A água de piscinas pode servir de criadouro para o mosquito? A resposta é: depende. Se a água estiver bem tratada e com a concentração recomendada de cloro, o mosquito não se desenvolve. Já foi comprovado que a água com cloro e a água salgada funcionam como repelentes. Caso contrário, o mosquito pode se desenvolver sim.

 

Aplicar borra de café na água das plantas e sobre a terra ajuda a combater o Aedes? Não. A eficácia da borra de café na dosagem de duas colheres de sopa para meio copo de água não foi comprovada (já foi verificado na prática que água suja de borra de café desenvolve a larva do mosquito) e a sua utilização não simplifica os cuidados atualmente recomendados que são: a eliminação pratos ou a utilização de pratos justos aos vasos, a colocação de areia até as bordas dos pratos ou eliminar a água e lavar os pratos com bucha e sabão semanalmente.

 

√Č verdade que o mosquito se reproduz mais r√°pido no calor? Que outros h√°bitos o Aedes tem? Sim. No calor, o per√≠odo reprodutivo do mosquito fica mais curto e ele se reproduz com maior velocidade. Isto explica o aumento de casos de dengue no ver√£o. O mosquito fica onde o homem estiver, prefere pic√°-lo a qualquer outra esp√©cie e gosta de √°gua acumulada para colocar seus ovos.

 

No período de inverno a população está livre da doença? Isso deve ser considerado um engano. Durante o frio, a larva entra no estado de hibernação e quando voltam as chuvas e as altas temperaturas, as larvas eclodem e há contaminação novamente. Portanto, o trabalho de vistoria de quintais, terrenos baldios, estabelecimentos e outros locais, bem como, a busca e eliminação de criadouros do mosquito da dengue deve ser constante.

 

O ideal √© usar um repelente ou os inseticidas para evitar as picadas do mosquito? Precisamos ter bastante aten√ß√£o quanto a isso! As duas op√ß√Ķes podem ser utilizadas, tanto passar o repelente ou fazer uso do inseticida, no entanto, temos que lembrar que o uso desses recursos s√£o paleativos, ou seja, s√£o solu√ß√Ķes moment√Ęneas que n√£o resolvem realmente o problema da dengue. Estamos minimamente protegidos temporariamente, pois quando termina o efeito do repelente, por exemplo, estamos novamente expostos ao mosquito que continua nas redondezas e que n√£o teve seus criadouros eliminados. Portanto, o ideal √© atuarmos como vigilantes em nossa casa, no trabalho, na creche e na escola de nossos filhos e em outros locais em que tivermos acesso, com o intuito de eliminarmos os criadouros onde o mosquito deposita seus ovos e se prolifera.

 

√Č verdade que o mosquito n√£o consegue atingir locais altos? O que sabemos sobre os h√°bitos do Aedes aegypti √© que a f√™mea se alimenta de sangue no in√≠cio da manh√£ e mais no final da tarde, o que n√£o impede que nos outros hor√°rios tamb√©m aconte√ßa. Quanto √† capacidade de v√īo, sabemos que possui possibilidade de acesso a alturas como, por exemplo, chegar √† caixa d?√°gua de sua casa, √†s calhas e terra√ßos. Por sua vez, sua potencialidade de v√īo n√£o atingiria um pr√©dio de 4 andares. No entanto, ele pode chegar at√© alturas mais elevadas considerando que o mosquito tem possibilidades de usar como transporte elevadores, condu√ß√£o de embalagens de materiais em geral, brinquedos, caixas de ferramentas e uma infinidade de outros recursos que podem conduzi-lo at√© a cobertura de qualquer edif√≠cio. Mas suas prefer√™ncias ainda s√£o as baixas alturas, tendo em vista que, sem fazer muito esfor√ßo, consegue alimentar-se e proliferar-se.

 

Ar condicionado e ventilador impedem as picadas do mosquito? N√£o. O ar condicionado pode impedir a entrada do mosquito, j√° que o ambiente est√° fechado. O que existe de verdadeiro nessa hist√≥ria √© que, normalmente, o mosquito se direciona em fun√ß√£o da libera√ß√£o de g√°s carb√īnico, feita pelas vias a√©reas. Ent√£o, pelo fato de o ventilador ou o ar condicionado estarem ligados, o g√°s carb√īnico fica mais dilu√≠do e impediria que o mosquito localizasse a v√≠tima por conta disso.

 

Colocar √°gua sanit√°ria na √°gua ajuda a evitar as larvas? Ajuda. √Č uma das principais medidas. Colocar uma colherzinha de √°gua sanit√°ria na caixa d√°gua, na piscina, nas po√ßas e reten√ß√Ķes de √°gua ajuda a evitar as larvas.

 

Todas as pessoas picadas pelo mosquito transmissor irão desenvolver a doença? Primeiro, é preciso que o mosquito esteja contaminado com o vírus.

 

A dengue pode ser contra√≠da mais de uma vez? Ao contrair dengue, a pessoa fica imunizada permanentemente para aquele sorotipo do v√≠rus, mas n√£o para os outros. Dessa forma, uma mesma pessoa pode ter dengue at√© quatro vezes. A segunda infec√ß√£o por qualquer sorotipo da dengue √©, na maioria das vezes, mais grave do que a primeira, independentemente dos sorotipos e de sua seq√ľ√™ncia. Contudo, o tipo 3 mostra-se mais virulento. √Č importante lembrar, por√©m, que manifesta√ß√Ķes mais graves da dengue podem ocorrer na primeira infec√ß√£o.

 

Por que não se desenvolve uma vacina contra a dengue, da mesma forma que foi feito para a febre amarela? O desenvolvimento de uma vacina contra dengue é mais difícil, porque tem que proteger ao mesmo tempo contra quatro tipos. No caso da febre amarela,só existe um tipo de vírus.

 

Como √© feito o diagn√≥stico de dengue? O diagn√≥stico inicial de dengue √© cl√≠nico (hist√≥ria + exame f√≠sico da pessoa) feito essencialmente por exclus√£o de outras doen√ßas. √Č muito importante, por exemplo, saber se a pessoa n√£o est√° com leptospirose ou doen√ßa meningoc√≥cica, que s√£o trat√°veis com antibi√≥ticos. Feito o diagn√≥stico cl√≠nico de dengue,alguns exames (hemat√≥crito, contagem de plaquetas) podem trazer informa√ß√Ķes √ļteis quando analisados por um m√©dico,mas n√£o comprovam o diagn√≥stico, uma vez que tamb√©m podem estar alterados em v√°rias outras infec√ß√Ķes. A comprova√ß√£o do diagn√≥stico se for desejada por algum motivo, pode ser feita atrav√©s de sorologia (exame que detecta a presen√ßa de anticorpos contra o v√≠rus do dengue), que come√ßa a ficar reativa ("positiva") a partir do 5¬į dia de doen√ßa.

 

O que √© a "prova do la√ßo"? Ela √© √ļtil para determinar o diagn√≥stico de dengue? A "prova do la√ßo" √© um procedimento realizado com o aparelho de press√£o, na tentativa de verificar fragilidade dos capilares (pequenos vasos sang√ľ√≠neos). O aparelho √© mantido inflado por cinco minutos em uma press√£o intermedi√°ria entre a m√°xima e a m√≠nima (o que pode ser desconfort√°vel), com o objetivo de verificar a produ√ß√£o de pet√©quias (pequenos pontos avermelhados). √Č considerado positivo quando aparecem mais de 20 pet√©quias por polegada quadrada. Esse m√©todo n√£o √© eficaz, uma vez que al√©m da dengue, a "prova do la√ßo" pode estar positiva em diversas outras doen√ßas como meningococcemia, leptospirose e rub√©ola e at√© em pessoas saud√°veis. Tamb√©m pode estar negativa nos casos de dengue, inclusive nos mais graves ("hemorr√°gicos"). N√£o ajuda, portanto, a concluir se a pessoa est√° ou n√£o com dengue ou se a dengue √© mais grave.

 

A dengue hemorrágica só ocorre nas pessoas que têm a dengue pela segunda vez? Não, isso é um folclore. Tudo ocorre de acordo com a virulência, quando o vírus tem a capacidade de provocar a doença mais forte. O vírus com essa virulência mais forte, vai depender da própria mutação que eles sofrem no ambiente, aquela que acontece pela seleção natural.

 

Nenhum medicamento cura a dengue? Verdade. Não existe nenhum antiviral que cure a dengue. Quando a pessoa é diagnosticada com dengue, seus sintomas é que são tratados de modo paliativo com analgésico, antitérmico e muita hidratação.

 

Hidrata√ß√£o ajuda a curar a dengue? Verdade. A hidrata√ß√£o √© fundamental para o tratamento da doen√ßa, no entanto, n√£o necessariamente com aplica√ß√£o de soro da veia, pois este recurso √© apenas usado em casos graves. √Č importante a grande ingest√£o de l√≠quidos via oral mesmo.

 

Quais rem√©dios contra os sintomas da dengue podem acarretar outros problemas? Por ser uma virose, o tratamento da dengue √© sintom√°tico, n√£o tem medica√ß√£o espec√≠fica para tratamento da doen√ßa. O tratamento da dengue √© baseado no diagn√≥stico precoce, manejo cl√≠nico (condu√ß√£o m√©dica do caso), e boa hidrata√ß√£o. O uso recomendado de anti-t√©rmico e analg√©sico √© de paracetamol e dipirona. √Č proibido o uso de √°cido acetilsalic√≠lico (e todo o medicamento que contenha esse composto em sua f√≥rmula), pois provoca sangramentos, piorando o quadro de dengue hemorr√°gica. Um cuidado excepcional que precisamos ter √© com o paracetamol, pois ele ataca o f√≠gado. Portanto, deve ser usado em baixas dosagens. O flavov√≠rus do Aedes aegypti tamb√©m provoca essa agress√£o hep√°tica. Ent√£o, se voc√™ estiver com o v√≠rus da dengue e tomando paracetamol, existe um comprometimento maior da fun√ß√£o hep√°tica e pode ter at√© hepatite. O ideal √© usar a dipirona, pois n√£o tem problema nenhum, exceto para os pacientes al√©rgicos a esse medicamento.

 

FONTES: - CMI Brasil - www.midiaindependente.org - DR. DIMILSON MIGOWSKI - Dengue/acessa.com - www.acessa.com/vidasaudavel/arquivo/saude/2008 - Clínico Geral e Geriatra Dr. lorivaldo Rocha -http://images.ig.com.br/infograficos/guia_da_dengue/especial.html

 

O n√ļmero de mortos em acidentes de tr√Ęnsito no pa√≠s cresceu 38,3% no per√≠odo de 2002 a 2012, de acordo com dados do Mapa da Viol√™ncia 2014.

Mapa da Viol√™ncia 2014Brasil registrou em 2012 o maior n√ļmero absoluto de assassinatos e a taxa mais alta de homic√≠dios desde 1980. Nada menos do que 56.337 pessoas foram mortas naquele ano, num acr√©scimo de 7,9% frente a 2011. A taxa de homic√≠dios, que leva em conta o crescimento da popula√ß√£o, tamb√©m aumentou 7%, totalizando 29 v√≠timas fatais para cada 100 mil habitantes. √Č o que revela a mais nova vers√£o do Mapa da Viol√™ncia, que ser√° lan√ßada nas pr√≥ximas semanas com dados que v√£o at√© 2012.

 

O levantamento √© baseado no Sistema de Informa√ß√Ķes de Mortalidade (SIM), do Minist√©rio da Sa√ļde, que tem como fonte os atestados de √≥bito emitidos em todo o pa√≠s. O autor do mapa, o soci√≥logo Julio Jacobo Waiselfisz, diz que o sistema do Minist√©rio da Sa√ļde foi criado em 1979 e que produz dados confi√°veis desde 1980. As estat√≠sticas referentes a homic√≠dios em 2012, portanto, s√£o recordes dentro da s√©rie hist√≥rica do SIM.

 

Tr√Ęnsito

 

J√° o n√ļmero de mortos em acidentes de tr√Ęnsito no pa√≠s cresceu 38,3% no per√≠odo de 2002 a 2012, de acordo com dados do Mapa.

 

Considerando o aumento populacional no período, o crescimento foi de 24,5%.

 

O crescimento das mortes por acidentes de transporte no país em 2012 frente a 2011 foi de 2,5%. A taxa vem crescendo gradativamente desde o ano 2000.

 

Os Estados de Para√≠ba, Par√°, Maranh√£o e Rond√īnia tiveram crescimento superior a 10% em 2012, enquanto que Amap√° e Distrito Federal conseguiram reduzir suas taxas em 18% e 13%, respectivamente.

 

Roraima tem a maior taxa de mortes no tr√Ęnsito por 100 mil habitantes: 42,4, frente 23,7 da m√©dia nacional. O Amazonas possui o menor √≠ndice, com 14,2.

 

Veja a prévia do Mapa da Violência 2014, clique aqui.


[24]

Cuidados na hora de fazer compras pela internet

A par de todas as recomenda√ß√Ķes abaixo listadas, recomenda-se que o consumidor estabele√ßa um di√°logo pr√©vio com o fornecedor, de tal sorte que, na hip√≥tese de ocorrer algum problema (atraso na entrega, produtos com problema, cancelamento, devolu√ß√£o, pagamento, reembolso, etc) saiba efetivamente como e quais ser√£o os procedimentos a serem adotados.

Se o fornecedor sequer responder sua solicitação, atenção! Este é um alerta para sua não contratação.

Portanto, recomendamos os seguintes cuidados:

¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Buscar informa√ß√Ķes sobre o site, verificando se h√° reclama√ß√Ķes no cadastro do Procon de seu Estado ou Munic√≠pio, e, ainda, coletando refer√™ncias com amigos ou fam√≠lia;

¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Verificar qual o endere√ßo f√≠sico do fornecedor e se existe algum telefone ou e-mail para esclarecimento de eventuais d√ļvidas.

·         Verificar os procedimentos para reclamação, devolução do produto, prazo para entrega, etc;

·         Verificar as medidas que o site adota para garantir a privacidade e segurança dos usuários;

¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†N√£o fornecer informa√ß√Ķes pessoais desnecess√°rias para realiza√ß√£o da compra;

·         Guardar todos os dados da compra, como nome do site, itens adquiridos, valor pago e forma de pagamento, numero de protocolo da compra ou do pedido, etc;

¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Guardar em meio eletr√īnico ou mesmo impresso a confirma√ß√£o do pedido, e-mails trocados com o fornecedor que comprove a compra e suas condi√ß√Ķes;

·         Verificar se há despesas com fretes e taxas adicionais, bem como o prazo de entrega da mercadoria ou execução do serviço;

¬∑¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Identificar o endere√ßo f√≠sico da empresa e seus dados cadastrais, como CNPJ ¬Ė Cadastro Nacional de Pessoa Jur√≠dica. O consumidor pode checar os dados cadastrais da empresa acessando www.registro.br;

·         Exigir Nota Fiscal;

·         Imprimir o contrato firmado ou arquivar em meio digital seguro que permita uma futura impressão. 

[5]

Comer bem durante a gravidez vai influenciar durante toda a vida do bebê

Alimenta√ß√£o deve ser equilibrada durante a gravidezA alimenta√ß√£o equilibrada √© um h√°bito recomendado para toda a vida. Durante a gesta√ß√£o, a responsabilidade quanto √† alimenta√ß√£o aumenta, uma vez que implica diretamente no perfeito desenvolvimento do feto. As nutricionistas da Coordena√ß√£o T√©cnica de Nutri√ß√£o do Instituto Nacional de Sa√ļde da Mulher, da Crian√ßa e do Adolescente, Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) Daniele Marano, Marcela Knibel e Roseli Costa, explicam como o consumo dos alimentos saud√°veis durante a gravidez influencia a sa√ļde dos beb√™s.

Qual a import√Ęncia de uma boa alimenta√ß√£o na gravidez?

A alimentação adequada ao longo do período gestacional exerce papel determinante sobre os desfechos relacionados à mãe e ao bebê. Contribui para prevenção de uma série de ocorrências negativas, assegura reservas biológicas necessárias ao parto e pós-parto, garante substrato para o período da lactação, como também favorece o ganho de peso adequado de acordo com o estado nutricional pré-gestacional. Ressalta-se que a inadequação do ganho de peso durante a gestação tem sido apontada como fator de risco tanto para a mãe quanto para a criança, contribuindo para a elevação da prevalência de uma série de problemas.

O que n√£o pode faltar no prato?

As refei√ß√Ķes devem contemplar todos os grupos alimentares existentes. A gestante dever√° ingerir vegetais (folhosos e legumes), frutas, carne bovina, frango, f√≠gado (uma vez por semana), ovos e peixes (sardinha, salm√£o, atum, pescada, cavalinha), leguminosas (feij√£o, gr√£o de bico, lentilha, ervilha), cereais (arroz integral, batata, milho, entre outros), azeites (de prefer√™ncia extra virgem), leite e derivados do leite (fora do hor√°rio do almo√ßo e jantar).

As carnes dever√£o ser assadas, grelhadas, ensopadas ou cozidas, evitando as frituras. Recomenda-se n√£o ingerir gordura vegetal hidrogenada, que pode comprometer o crescimento e o desenvolvimento fetal.

Como devem ser distribu√≠das as refei√ß√Ķes ao longo dos dias?

As refei√ß√Ķes devem ser distribu√≠das em seis vezes ao dia: desjejum, cola√ß√£o, almo√ßo, lanche, jantar e ceia. Os intervalos em m√©dia s√£o de tr√™s horas entre uma e outra refei√ß√£o.

Há uma estimativa de quantos quilos a mulher deve engordar durante a gestação?  

O ganho de peso na gesta√ß√£o deve ser suficiente para promover o desenvolvimento fetal completo e tamb√©m para armazenar nutrientes adequados no organismo materno para o aleitamento. Nenhuma mulher deve perder peso durante a gravidez, independente do seu √ćndice de Massa Corporal (IMC) antes de engravidar. O Institute of Medicine (IOM) recomenda as faixas de ganho de peso ideal durante a gesta√ß√£o.

No caso de gesta√ß√£o de feto √ļnico, o ganho de peso (Kg) recomendado √©:

- Gestantes com baixo peso pré-gestacional: 15,0kg (média); - Gestantes com peso adequado pré-gestacional (eutróficas): 12,5Kg (média); - Gestantes com sobrepeso pré-gestacional: 9,0Kg (média); - Gestantes com obesidade pré-gestacional: 7,0Kg (média).

No caso de gesta√ß√£o m√ļltipla (dois ou mais fetos), o ganho de peso tamb√©m depender√° do estado nutricional pr√©-gestacional, podendo variar de 11,0 Kg (obesidade pr√©-gestacional) a 27,9 Kg (baixo peso pr√©-gestacional).

A gestante dever√° ter acompanhamento nutricional no pr√©-natal, para avalia√ß√£o do estado nutricional, detec√ß√£o de poss√≠veis inadequa√ß√Ķes diet√©ticas, desmistifica√ß√£o de mitos e realiza√ß√£o da educa√ß√£o alimentar e nutricional. As consultas devem ser iniciadas, preferencialmente, no primeiro trimestre da gesta√ß√£o.

Algumas mulheres, especialmente com gêmeos, perdem bastante peso durante e após a gestação por causa dos filhos. Nesses casos, é recomendada a utilização de suplementos nutricionais?

Tanto em mulheres com gesta√ß√£o de feto √ļnico quanto nas gravidezes gemelares pode ocorrer diminui√ß√£o de peso devido √†s adapta√ß√Ķes hormonais. A a√ß√£o do estrog√™nio pode causar n√°useas, v√īmitos e anorexia, principalmente, no primeiro trimestre. A perda de peso ap√≥s o parto ocorre, geralmente, em maior intensidade nos primeiros tr√™s meses e naquelas que amamentam exclusivamente. Os suplementos nutricionais s√£o recomendados nas situa√ß√Ķes em que a demanda nutricional n√£o √© atendida por meio da dieta.


Conceitos de Educação Ambiental

   
"Entendem-se por educa√ß√£o ambiental os processos por meio dos quais o indiv√≠duo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e compet√™ncias voltadas para a conserva√ß√£o do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial √† sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade." Pol√≠tica Nacional de Educa√ß√£o Ambiental - Lei n¬ļ 9795/1999, Art 1¬ļ. ¬ďA Educa√ß√£o Ambiental √© uma dimens√£o da educa√ß√£o, √© atividade intencional da pr√°tica social, que deve imprimir ao desenvolvimento individual um car√°ter social em sua rela√ß√£o com a natureza e com os outros seres humanos, visando potencializar essa atividade humana com a finalidade de torn√°-la plena de pr√°tica social e de √©tica ambiental.¬Ē Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educa√ß√£o Ambiental, Art. 2¬į. ¬ďA educa√ß√£o ambiental √© a a√ß√£o educativa permanente pela qual a comunidade educativa tem a tomada de consci√™ncia de sua realidade global, do tipo de rela√ß√Ķes que os homens estabelecem entre si e com a natureza, dos problemas derivados de ditas rela√ß√Ķes e suas causas profundas. Ela desenvolve, mediante uma pr√°tica que vincula o educando com a comunidade, valores e atitudes que promovem um comportamento dirigido a transforma√ß√£o superadora dessa realidade, tanto em seus aspectos naturais como sociais, desenvolvendo no educando as habilidades e atitudes necess√°rias para dita transforma√ß√£o.¬Ē Confer√™ncia Sub-regional de Educa√ß√£o Ambiental para a Educa√ß√£o Secund√°ria ¬Ė Chosica/Peru (1976) ¬ďA educa√ß√£o ambiental √© um processo de reconhecimento de valores e clarifica√ß√Ķes de conceitos, objetivando o desenvolvimento das habilidades e modificando as atitudes em rela√ß√£o ao meio, para entender e apreciar as inter-rela√ß√Ķes entre os seres humanos, suas culturas e seus meios biof√≠sicos. A educa√ß√£o ambiental tamb√©m est√° relacionada com a pr√°tica das tomadas de decis√Ķes e a √©tica que conduzem para a melhora da qualidade de vida¬Ē Confer√™ncia Intergovernamental de Tbilisi (1977) ¬ďA Educa√ß√£o Ambiental deve proporcionar as condi√ß√Ķes para o desenvolvimento das capacidades necess√°rias; para que grupos sociais, em diferentes contextos socioambientais do pa√≠s, intervenham, de modo qualificado tanto na gest√£o do uso dos recursos ambientais quanto na concep√ß√£o e aplica√ß√£o de decis√Ķes que afetam a qualidade do ambiente, seja f√≠sico-natural ou constru√≠do, ou seja, educa√ß√£o ambiental como instrumento de participa√ß√£o e controle social na gest√£o ambiental p√ļblica.¬Ē QUINTAS, J. S., Salto para o Futuro, 2008 ¬ďA Educa√ß√£o Ambiental nasce como um processo educativo que conduz a um saber ambiental materializado nos valore s√©ticos e nas regras pol√≠ticas de conv√≠vio social e de mercado, que implica a quest√£o distributiva entre benef√≠cios e preju√≠zos da apropria√ß√£o e do uso da natureza. Ela deve, portanto, ser direcionada para a cidadania ativa considerando seu sentido de pertencimento e co-responsabilidade que, por meio da a√ß√£o coletiva e organizada, busca a compreens√£o e a supera√ß√£o das causas estruturais e conjunturais dos problemas ambientais.¬Ē¬† SORRENTINO et all, Educa√ß√£o ambiental como pol√≠tica p√ļblica, 2005 ¬ďA Educa√ß√£o Ambiental, apoiada em uma teoria cr√≠tica que exponha com vigor as contradi√ß√Ķes que est√£o na raiz do modo de produ√ß√£o capitalista, deve incentivar a participa√ß√£o social na forma de uma a√ß√£o pol√≠tica. Como tal, ela deve ser aberta ao di√°logo e ao embate, visando √† explicita√ß√£o das contradi√ß√Ķes te√≥rico-pr√°ticas subjacentes a projetos societ√°rios que est√£o permanentemente em disputa.¬Ē¬† TREIN, E., Salto para o Futuro, 2008 ¬ďA EA deve se configurar como uma luta pol√≠tica, compreendida em seu n√≠vel mais poderoso de transforma√ß√£o: aquela que se revela em uma disputa de posi√ß√Ķes e proposi√ß√Ķes sobre o destino das sociedades, dos territ√≥rios e das desterritorializa√ß√Ķes; que acredita que mais do que conhecimento t√©cnico-cient√≠fico, o saber popular igualmente consegue proporcionar caminhos de participa√ß√£o para a sustentabilidade atrav√©s da transi√ß√£o democr√°tica¬Ē.¬† SATO, M. et all, Insurg√™ncia do grupo-pesquisador na educa√ß√£o ambiental sociopoi√©tica, 2005 ¬ďUm processo educativo eminentemente pol√≠tico, que visa ao desenvolvimento nos educandos de uma consci√™ncia cr√≠tica acerca das institui√ß√Ķes, atores e fatores sociais geradores de riscos e respectivos conflitos socioambientais. Busca uma estrat√©gia pedag√≥gica do enfrentamento de tais conflitos a partir de meios coletivos de exerc√≠cio da cidadania, pautados na cria√ß√£o de demandas por pol√≠ticas p√ļblicas participativas conforme requer a gest√£o ambiental democr√°tica.¬Ē¬† LAYRARGUES; P.P. Crise ambiental e suas implica√ß√Ķes na educa√ß√£o, 2002. "Processo em que se busca despertar a preocupa√ß√£o individual e coletiva para a quest√£o ambiental, garantindo o acesso √† informa√ß√£o em linguagem adequada, contribuindo para o desenvolvimento de uma consci√™ncia cr√≠tica e estimulando o enfrentamento das quest√Ķes ambientais e sociais. Desenvolve-se num contexto de complexidade, procurando trabalhar n√£o apenas a mudan√ßa cultural, mas tamb√©m a transforma√ß√£o social, assumindo a crise ambiental como uma quest√£o √©tica e pol√≠tica." MOUSINHO, P. Gloss√°rio. In: Trigueiro, A. (Coord.) Meio ambiente no s√©culo 21.Rio de Janeiro: Sextante. 2003.
[0]

MUZAMBINHO MG tspan:3m MUZAMBINHO MG

E o cadastramento escolar deste ano?

O cadastro escolar é realizado anualmente pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), em conjunto com as prefeituras municipais. Devem se inscrever crianças com seis anos completos ou a completar até 30 de junho do ano em que vão começar a estudar, candidatos às vagas nos demais anos do ensino fundamental que estão se transferindo de outros Estados, municípios ou escolas particulares e, ainda, alunos que vão retomar seus estudos.

Em 2014, a inscrição para o Cadastro Escolar será realizada no período de 21/07/2014 a 25/07/2014, nas agências dos Correios em Belo Horizonte e nos Postos de Inscrição definidos pela Comissão Municipal de Cadastramento, nas cidades do interior. Os documentos necessários ao cadastramento estão listados abaixo. Os alunos já matriculados no ensino fundamental de escolas públicas não precisam se cadastrar.

Documentos necessários: Certidão de nascimento (original e cópia); Conta de luz recente (original e cópia); Comprovante de escolaridade, em caso de transferência para a rede pública ou retorno aos estudos. Valor: Gratuito


Já pensou em fazer carreira militar?

As Forças Armadas Brasileiras não são compostas apenas por militares originários do serviço militar obrigatório. É possível ingressar no Exército, Marinha ou Aeronáutica e seguir carreira nos níveis escolares fundamental, médio ou superior e em diversas áreas de atuação, como medicina, comunicação e engenharia, entre outras.

Cada uma das Forças Armadas possui peculiaridades no processo de seleção, porém, homens e mulheres têm a possibilidade de ingressar no serviço militar a partir da adolescência, mediante aprovação em concurso público, de âmbito nacional, em alguma das Escolas de Formação específicas de cada Força.

A situação do jovem que presta o serviço militar obrigatório, cumprindo o que determina a Lei do Serviço Militar, é diferente da situação do jovem que se inscreve para prestar concurso para uma das Escolas da Força. O primeiro, por força da lei, permanece em alguma das Forças Armadas por um período temporário de no máximo oito anos, diferentemente do jovem aprovado em concurso, que poderá seguir a carreira das Armas e permanecerá na Força até passar para a Reserva Remunerada (uma espécie de aposentadoria militar).


Acidente MUZAMBINHO MG
Crime MUZAMBINHO MG
Policia MUZAMBINHO MG
Eleicao MUZAMBINHO MG


*noticiasdeminas.net - todos os direitos reservados.