BLOG DE NOTICIAS DE CARVALHOS

Notícias e Assuntos de Interesse da Cidade



'Sinto muita falta dele', diz mãe de PM morto em queda de helicóptero Segundo o cabo Carlos Teodoro, da Polícia Militar de Alfenas (MG), três pessoas estavam na aeronave: o piloto, o sargento da PM de Fama, Marcos Antônio Alves, de 44 anos, e a mulher dele, Lívia Reis Carvalho, de 26 anos. O piloto do helicóptero foi ...
Raposa era favorita. Galo foi o vencedor O Cruzeiro era o grande favorito. Tinha mais time, banco, estrutura, pontos e torcida, mas não teve a competência nem a sorte do Atlético para vencer o clássico. Acabou batido por 3 a 2 em partida emocionante, na qual o garoto Carlos foi o protagonista ...

Últimas notícias de CARVALHOS MG:

Calor continua em Minas nos pr√≥ximos dias De acordo com o meteorologista do TempoClima PUC Minas, Dayan Diniz de Carvalho, a previsão é de que haja uma ligeira elevação das temperaturas com predomínio de sol em todo o estado. A expectativa também, segundo ele, é que se reduza a sensação ...
Tímido, veloz Carlos ganha conselhos de Levir: "Não compre Ferrari agora" Natural de Santa Luz, na Bahia, Carlos Alberto Carvalho da Silva Júnior nasceu no dia 15 de agosto ... Foram dele dois dos três gols da vitória do Atlético-MG sobre o Cruzeiro, por 3 a 2 (confira os melhores momentos da partida no vídeo ao lado).

Bombeiros ainda trabalham para retirar helic√≥ptero e corpo de v√≠tima no Lago de Furnas no Sul de Minas, o corpo de uma das três vítimas do helicóptero que caiu nesse sábado, por volta das 11h30. De acordo com a corporação, Lívia Reis Carvalho, de 27, tinha a bacia e as pernas presas à ferragens da aeronave, ainda submersa.
Bombeiros resgatam corpo de mulher v√≠tima de acidente a√©reo no Lago de Furnas Foi resgatado no Lago de Furnas, em Fama, no Sul de Minas, na noite deste domingo, o corpo de Lívia Reis Carvalho, de 27 anos, uma das três vítimas do helicóptero que caiu nesse sábado, por volta das 11h30. De acordo com o sargento da Polícia Militar ...
Bombeiros retiram helic√≥ptero e resgatam corpo de 2¬™ v√≠tima em MG Segundo o cabo Carlos Teodoro, da Polícia Militar de Alfenas (MG), três pessoas estavam na aeronave: o piloto, o sargento da PM de Fama, Marcos Antônio Alves, de 44 anos, e a mulher dele, Lívia Reis Carvalho, de 26 anos. O piloto do helicóptero foi ...

Tempo e Temperatura:

Tímido, veloz Carlos ganha conselhos de Levir: "Não compre Ferrari agora" Natural de Santa Luz, na Bahia, Carlos Alberto Carvalho da Silva Júnior nasceu no dia 15 de agosto ... Foram dele dois dos três gols da vitória do Atlético-MG sobre o Cruzeiro, por 3 a 2 (confira os melhores momentos da partida no vídeo ao lado).
Bombeiros ainda trabalham para retirar helic√≥ptero e corpo de v√≠tima no Lago de Furnas no Sul de Minas, o corpo de uma das três vítimas do helicóptero que caiu nesse sábado, por volta das 11h30. De acordo com a corporação, Lívia Reis Carvalho, de 27, tinha a bacia e as pernas presas à ferragens da aeronave, ainda submersa.
Aliados admitem que A√©cio n√£o atingir√° vota√ß√£o prevista em MG O cientista político e professor da Fundação Getúlio Vargas Marco Antônio Carvalho Teixeira destaca a importância do eleitorado mineiro. — Além do discurso, Minas é o segundo maior colégio eleitoral no País. Qualquer ponto em Minas faz uma ...
Arquitetos renomados participam de evento em BH “Estar sempre atentos às necessidades do mercado é a nossa prioridade”, afirma Rodrigo de Carvalho, gerente de marketing da empresa Othon de Carvalho, líder do mercado de materiais elétricos. Recentemente, no último dia 9, a empresa, criada em ... ÔĽŅ
'Sinto muita falta dele', diz mãe de PM morto em queda de helicóptero Segundo o cabo Carlos Teodoro, da Polícia Militar de Alfenas (MG), três pessoas estavam na aeronave: o piloto, o sargento da PM de Fama, Marcos Antônio Alves, de 44 anos, e a mulher dele, Lívia Reis Carvalho, de 26 anos. O piloto do helicóptero foi ...
Raposa era favorita. Galo foi o vencedor O Cruzeiro era o grande favorito. Tinha mais time, banco, estrutura, pontos e torcida, mas não teve a competência nem a sorte do Atlético para vencer o clássico. Acabou batido por 3 a 2 em partida emocionante, na qual o garoto Carlos foi o protagonista ...
Calor continua em Minas nos pr√≥ximos dias De acordo com o meteorologista do TempoClima PUC Minas, Dayan Diniz de Carvalho, a previsão é de que haja uma ligeira elevação das temperaturas com predomínio de sol em todo o estado. A expectativa também, segundo ele, é que se reduza a sensação ...
Tímido, veloz Carlos ganha conselhos de Levir: "Não compre Ferrari agora" Natural de Santa Luz, na Bahia, Carlos Alberto Carvalho da Silva Júnior nasceu no dia 15 de agosto ... Foram dele dois dos três gols da vitória do Atlético-MG sobre o Cruzeiro, por 3 a 2 (confira os melhores momentos da partida no vídeo ao lado).
Lanterna América-MG desafia líder Joinville por "vingança" fora do tribunal Depois de uma série de resultados ruins, o América-MG voltou a vencer na Série B do Brasileiro, mas ainda segue na lanterna na competição. Nesta terça-feira, o Coelho terá verdadeira prova de fogo ao visitar o líder Joinville, às 19h30 (de ...
Helic√≥ptero que caiu em MG n√£o podia fazer voos panor√Ęmicos, diz Cenipa O helicóptero que caiu no Lago de Furnas, em Fama (MG), na tarde do último sábado (20), não tinha autorização para fazer voos panorâmicos. A informação foi confirmada por uma equipe do Centro de Investigaçã o e Prevenção de Acidentes ...
Luan fratura duas costelas e fica fora de combate no Atl√©tico-MG O departamento médico do Atlético-MG ganhou um novo integrante nesta segunda-feira. Trata-se do atacante Luan, que fraturou duas costelas em jogada com o cruzeirense Egídio. O árbitro da partida, Marcelo de Lima Henrique, não enxergou o lance e não ...
Atl√©tico-MG n√£o admite culpa na confus√£o no Mineir√£o, mas espera julgamento Cruzeiro não teme punição e culpa torcida rival por incidentes no clássico Atlético-MG analisa imagens de 'ataque' a ônibus na chegada ao Mineirão Kalil 'isenta' clubes e pede prisão de torcedores que atiram bombas Relato em súmula de violência ...
Aécio classifica programa de Marina como "colagem modificada ao sabor dos ventos" Com uma melhora em sua situação na corrida presidencial apontada pelas últimas pesquisas eleitorais, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) aumentou nesta segunda-feira (22) o tom das críticas à candidata do PSB no pleito, Marina Silva, na tentativa de ...
Atlético-MG analisa imagens de 'ataque' a ônibus na chegada ao Mineirão Kalil 'isenta' clubes e pede prisão de torcedores que atiram bombas Relato em súmula de violência no Mineirão ameaça rivais mineiros de punição Após vencer Goiás e Cruzeiro, Atlético mira série inédita para chegar ao G4 O Atlético-MG já ...
Caminhoneiro morre em acidente na MG-447 em Guiricema, MG Um motorista de 49 anos morreu em um acidente na noite deste domingo (21) no Km 42 da MG-447, em Guiricema, na Zona da Mata. Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Dona Euzébia, a vítima dirigia um caminhão baú com placas de Espírito Santo ...
Presidente do Atl√©tico-MG ironiza o rival Cruzeiro: ‚ÄėN√£o √© nem fregu√™s, √© cliente‚Äô A vitória do Atlético-MG sobre o Cruzeiro fez o presidente do Galo debochar do rival após o 3 a 2 no clássico, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. Alexandre Kalil não perdeu a oportunidade de ironizar a Raposa e preferiu trocar o velho termo ...

CARVALHOS MG tspan:3m CARVALHOS MG

O que é mito e o que é verdade sobre as vistas

H√ĀBITOS E COSTUMES



Ver televis√£o de perto pode prejudicar a vis√£o? Ver TELEVIS√ÉO de perto pode provocar cansa√ßo ocular por for√ßar a acomoda√ß√£o e a converg√™ncia, mas n√£o traz preju√≠zo para a vis√£o. O ideal √© assistir √† televis√£o a uma dist√Ęncia de 2 metros no m√≠nimo, e sempre com o local iluminado. A radia√ß√£o emitida pela televis√£o √© m√≠nima n√£o causando danos aos OLHOS. O computador estraga a vis√£o? N√£o h√° nenhum estudo cient√≠fico comprovando que os computadores sejam prejudiciais aos olhos. A quantidade de radia√ß√£o ultravioleta emitida pelo computador est√° bem abaixo daquela que provoca catarata e outras doen√ßas oculares, mesmo ap√≥s um longo per√≠odo de exposi√ß√£o. Uma variedade de sintomas como DOR DE CABE√áA, ARDOR, LACRIMEJAMENTO, VIS√ÉO EMBA√áADA, podem ocorrer ap√≥s o uso excessivo do computador. Recomenda-se um descanso de 10 minutos para cada hora de trabalho √† frente do computador. √Č relevante uma avalia√ß√£o oftalmol√≥gica para avaliar a necessidade de uso de √ďCULOS e observar a dist√Ęncia correta do monitor e do texto, boa ilumina√ß√£o e postura correta, para minimizar o cansa√ßo provocado pelo uso excessivo do computador. Ler em autom√≥vel pode provocar descolamento de retina? N√£o, o movimento em qualquer meio de locomo√ß√£o n√£o causa DESCOLAMENTO DE RETINA. Por√©m n√£o se recomenda a leitura em movimento, pois o esfor√ßo visual ser√° maior, podendo levar a um cansa√ßo visual provocando DOR DE CABE√áA, ARDOR, LACRIMEJAMENTO, DOR OCULAR. Ler no escuro √© prejudicial? A ilumina√ß√£o ruim cansa os olhos mais depressa, por√©m n√£o deixa seq√ľelas (ver VIS√ÉO).

CRENÇAS POPULARES

Quem for√ßa a vista acaba precisando de √≥culos? O esfor√ßo para enxergar √© conseq√ľ√™ncia, jamais causa, dos chamados DEFEITOS DE REFRA√á√ÉO, como a MIOPIA. As pessoas, ali√°s, costumam herdar esses dist√ļrbios que, portanto, nada tem a ver com seus h√°bitos (ver √ďCULOS). Vista cansada √© mais freq√ľente nas pessoas que l√™em muito? N√£o, a conhecida vista cansada ou PRESBIOPIA aparece em torno dos 40 anos, independente da pessoa ter ou n√£o lido no periodo de a adolesc√™ncia. Com o passar do tempo o CRISTALINO vai, aos poucos, perdendo o poder de acomoda√ß√£o e ocorre uma dificuldade para perto, sendo ent√£o prescritos √ďCULOS. Olhos claros s√£o mais sens√≠veis √† luz? A sensibilidade excessiva √† luz tem a ver com pigmentos da RETINA, n√£o da √ćRIS, e com a dilata√ß√£o da PUPILA, um orif√≠cio igual em OLHOS de qualquer cor. Lavar os olhos com √°gua corrente √© bom para quem tem olho seco? N√£o, o OLHO SECO √© uma altera√ß√£o ocular, onde ocorre uma diminui√ß√£o da produ√ß√£o de L√ĀGRIMA. In√ļmeras s√£o as causas de olho seco, sendo muito freq√ľente, associado a doen√ßas reum√°ticas. A idade e alguns medicamentos como os betabloqueadores, antidepressivos, diur√©ticos, antial√©rgicos, tamb√©m podem provocar uma diminui√ß√£o do filme lacrimal. O tratamento inicial √© COL√ćRIO lubrificante para evitar les√Ķes na C√ďRNEA. Nos casos mais graves pode haver a necessidade da obstru√ß√£o do ponto lacrimal, que pode ser tempor√°ria ou definitiva. Lim√£o clareia os olhos? N√£o, o lim√£o √© totalmente contra indicado para uso ocular, pois pode provocar IRRITA√á√ÉO NOS OLHOS, podendo ocasionar at√© √öLCERAS DE C√ďRNEA. Para aliviar os sintomas provocados por irrita√ß√£o, recomenda-se COL√ćRIOS anti-s√©pticos ou soro fisiol√≥gico. √Č verdade que anel quente √© bom para curar ter√ßol? N√£o, esta √© uma velha cren√ßa popular, s√≥ tem valor hist√≥rico. Compressas quentes s√£o muito mais eficazes (ver TER√áOL).

TRANSPLANTE

Os olhos podem ser transplantados para outra pessoa? N√£o, somente a C√ďRNEA (ver ESQUEMA) pode ser transplantada de um individuo para outro. Em alguns casos tamb√©m utilizamos a esclera para a realiza√ß√£o de enxertos. O TRANSPLANTE √© indicado quando ocorre uma perda da transpar√™ncia da cornea. Todas as pessoas cegas podem ser beneficiadas pelo transplante de c√≥rnea? Infelizmente, n√£o. Apenas as pessoas que perderam a VIS√ÉO por les√£o da C√ďRNEA podem beneficiar-se do transplante.

SINAIS DE ALERTA

O que s√£o moscas volantes? Quando uma pessoa v√™ pontos em seus OLHOS, n√£o √©, provavelmente, fruto de imagina√ß√£o. Flutua√ß√Ķes no v√≠treo, tamb√©m conhecidas como MOSCAS VOLANTES, s√£o percebidas como sendo manchas, nuvens, pontos ou teias de aranha. Na grande parte das vezes as flutua√ß√Ķes s√£o c√©lulas que se agrupam e de pouca import√Ęncia. Elas podem aparecer e desaparecer, n√£o sendo necess√°rio qualquer tipo de tratamento. O paciente aprende a conviver e tolerar as mesmas e quando necess√°rio movimenta os olhos para os lados ou para cima e para baixo, fazendo com que as flutua√ß√Ķes saiam do seu CAMPO VISUAL. O V√ćTREO √© uma subst√Ęncia gelatinosa transparente que preenche o globo ocular, dando forma ao mesmo. Flutua√ß√Ķes s√£o pequenas opacifica√ß√Ķes que se formam no v√≠treo. Estas flutua√ß√Ķes podem ter graus variados conforme sua import√Ęncia, dependendo da sua causa. Uma flutua√ß√£o pode ser um pequeno grupo de c√©lulas, uma parte do v√≠treo que descolou, c√©lulas de sangue flutuando no v√≠treo ou inflama√ß√£o intraocular. O envelhecimento torna o v√≠treo mais liquresultado e o aparecimento de moscas volantes s√£o mais freq√ľentes. Quando essas c√©lulas passam pelo campo de vis√£o, a luz √© bloqueada e uma sombra se projeta na retina, dando a sensa√ß√£o de pontos no campo visual, sendo muito freq√ľentes nos pacientes m√≠opes (ver MIOPIA). Quando ocorre um DESCOLAMENTO DO V√ćTREO o paciente tem a sensa√ß√£o da vis√£o de ¬ďteia de aranha¬Ē que pode persistir no periodo de meses e anos, n√£o tendo significado cl√≠nico. O relevante nesses casos √© o acompanhamento feito pelo oftalmologista, que poder√° realizar uma ULTRA-SONOGRAFIA OCULAR para acompanhar a evolu√ß√£o do descolamento do v√≠treo. Outra causa de flutua√ß√£o, esta sim de forma mais grave, √© a ruptura que pode ocorrer na RETINA por tra√ß√£o do v√≠treo, podendo levar a um descolamento da retina, sendo que muitas vezes o paciente tem a sensa√ß√£o de "flash" (ver FOTOPSIA) no campo visual lateral. √Č muito relevante o diagn√≥stico adiantada e o tratamento pode ser realizado atrav√©s da aplica√ß√£o de laser ou cirurgia. Aos portadores de moscas volantes recomenda-se uma ida ao oftalmologista anualmente, ou quando surgirem mudan√ßas significativas na quantidade ou tipo de flutua√ß√Ķes, pois pode ser um alerta e um diagn√≥stico realizado adiantadamente pode evitar uma complica√ß√£o mais grave. Diabetes pode causar cegueira? A DIABETES pode causar cegueira proveniente de altera√ß√Ķes no fundo do OLHO. √Č muito relevante uma avalia√ß√£o freq√ľente com exame de FUNDO DE OLHO, que pode detectar altera√ß√Ķes e a aplica√ß√£o de laser, previne complica√ß√Ķes futuras como as HEMORRAGIAS, que quando n√£o tratada pode levar a CEGUEIRA. Uma dieta rigorosa e o acompanhamento cl√≠nico s√£o essenciais, pois a diabetes n√£o tem cura na grande parte dos casos e sim o controle (ver ESQUEMA). Daltonismo tem cura? N√£o, DALTONISMO √© uma doen√ßa heredit√°ria, sendo rar√≠ssimo nas mulheres. Ela √© incapacitante somente para as pessoas que, nas suas profiss√Ķes, necessitam diferenciar as cores. Nas crian√ßas √© relevante orientar aos professores que a crian√ßa tem dificuldade na identifica√ß√£o de determinadas cores (ver VIS√ÉO CROM√ĀTICA), podendo as mesmas serem substitu√≠das por s√≠mbolos, quando houver necessidade de colorir, exemplificativamente, mapas geogr√°ficos. O daltonismo ou discromatopsia pode ser completo ou relativo, neste caso a pessoa ter√° dificuldade em identificar certas cores, sendo as mais freq√ľentes com as cores verdes e vermelhas (ver ESQUEMA). O glaucoma √© contagioso? N√£o, GLAUCOMA √© o aumento da press√£o intraocular e, quando n√£o tratado, provoca danos irrevers√≠veis ao NERVO √ďPTICO. Por sua vez, a les√£o do nervo √≥ptico provoca o estreitamento conc√™ntrico do CAMPO VISUAL, o passo seguinte √© a CEGUEIRA. N√£o √© contagioso, por√©m tem um fator heredit√°rio muito relevante. O perigo do glaucoma √© que, raramente, apresenta sintomas, exceto nos chamados glaucomas agudos que s√£o raros. Recomenda-se que a partir dos 40 anos, a pessoa fa√ßa uma consulta anual ao oftalmologista para medir a press√£o intraocular (ver ESQUEMA). Catarata √© uma membrana que cobre os olhos? N√£o, esta membrana √© chamada de PTER√ćGIO, que vem a ser a forma√ß√£o de um tecido conjuntivo que quando provoca IRRITA√á√ÉO, por raz√Ķes est√©ticas ou se desenvolve muito, atingindo a regi√£o central da C√ďRNEA, deve ser removido cirurgicamente.

CORREÇÃO DA MIOPIA

A cirurgia de miopia elimina sempre o uso de √≥culos? Orientamos sempre aos pacientes que a cirurgia da MIOPIA est√° indicada para a redu√ß√£o do grau, eliminando a depend√™ncia dos √ďCULOS e/ou LENTE DE CONTATO. Independente do grau nunca pode garantir zerar, n√£o devemos criar a chamada ¬ďfalsa expectativa¬Ē, sendo relevante fazer um estudo psicol√≥gico do paciente. O uso de lente de contato faz estabilizar o grau da miopia? N√£o, o uso da LENTE DE CONTATO n√£o interfere na evolu√ß√£o do grau de MIOPIA. A miopia em m√©dia se estabiliza aos 18 anos e a lente de contato n√£o interfere nesta estabiliza√ß√£o.

USO DE √ďCULOS

O uso dos √≥culos faz diminuir o grau? Os √ďCULOS corrigem a qualidade da vis√£o, mas n√£o interferem na evolu√ß√£o do grau. Nas crian√ßas que necessitam de √≥culos, √© relevante o uso dos mesmos, pois, em fase de desenvolvimento, a falta de √≥culos pode provocar sintomas como DOR DE CABE√áA, ARDOR, LACRIMEJAMENTO, falta de concentra√ß√£o e o pior, pode levar a AMBLIOPIA, quer dizer, o n√£o desenvolvimento total da vis√£o. √ďculos prontos, para perto, comprados em camel√īs ou na farm√°cia, t√™m contra indica√ß√£o? Sim, os √ďCULOS prontos s√≥ est√£o indicados nos casos de emerg√™ncia, enquanto se aguarda o EXAME com o oftalmologista. √Č necess√°rio que os √≥culos sejam confeccionados sob medida, pois cada pessoa tem uma dist√Ęncia entre os olhos que varia de acordo com o tamanho do seu rosto. Esta dist√Ęncia tem que ser igual ao centro √≥ptico das LENTES. Os √≥culos comprados prontos dificilmente apresentam o centro √≥ptico adequado para os olhos de quem os usa. Com esses √≥culos a pessoa consegue enxergar, mas depois de algum tempo come√ßa a aparecer desconforto visual, DOR DE CABE√áA, ARDOR ou LACRIMEJAMENTO. Outro inconveniente √© que in√ļmeras vezes as pessoas t√™m graus diferentes nos dois OLHOS e, com certeza, usando esses √≥culos ir√£o for√ßar mais um dos olhos, ocasionando assim complicadores visuais. Quando, al√©m da VISTA CANSADA, a pessoa apresenta tamb√©m ASTIGMATISMO, usando esses √≥culos a corre√ß√£o ser√° parcial, j√° que eles n√£o corrigem o astigmatismo, trazendo preju√≠zo para a vis√£o do paciente. Nos U.S.A esses √≥culos s√£o vendidos geralmente em farm√°cias, e a venda √© liberada porque l√° a mentalidade √© outra. As pessoas t√™m consci√™ncia de que tais √≥culos s√£o apenas provis√≥rios, enquanto aguardam que os √≥culos prescritos pelo oftalmologista sejam confeccionados. √Č relevante salientar que preservar a VIS√ÉO √© um dos grandes bens que o ser humano pode oferecer a si pr√≥prio. Portanto, na consulta para a prescri√ß√£o de √≥culos, se pode detectar doen√ßas em seus est√°gios iniciais como DIABETES, hipertens√£o arterial, GLAUCOMA, que muitas vezes, levam a CEGUEIRA se n√£o tratados √† tempo. √ďculos escuros protegem os olhos? Sim, por√©m √© relevante que as LENTES sejam de boa qualidade para filtrar os raios ultravioletas e infravermelhos. Lentes que s√≥ escurecem e n√£o possuem filtros, s√£o muito prejudiciais, pois as PUPILAS se dilatam e a quantidade de raios que penetram no √© muito maior, podendo provocar doen√ßas como a CATARATA.

USO DE MEDICAMENTOS

Como se usa corretamente col√≠rio nos olhos? Incline a cabe√ßa para tr√°s e olhe para cima reclinado em uma cadeira. A P√ĀLPEBRA inferior deve ser puxada para baixo para formar uma bolsa na qual o COL√ćRIO √© instilado. Ap√≥s a aplica√ß√£o do col√≠rio, as p√°lpebras devem ser suavemente fechadas no periodo de cerca de 2 minutos para dar tempo para que a medica√ß√£o seja absorvida pelo OLHO. Neste momento evite piscar para n√£o lan√ßar a gota para fora do olho. Bloqueie os ductos lacrimais com o dedo indicador no periodo de 2 minutos, evitando dessa forma o fluxo do col√≠rio e das l√°grimas para dentro do nariz. Isto √© relevante, pois o col√≠rio pode ser absorvido pela parte interna do nariz e cair na corrente sangu√≠nea, podendo alcan√ßar o cora√ß√£o, pulm√Ķes e c√©rebro. Quando s√£o receitados 2 col√≠rios diferentes, qual √© o intervalo entre eles? O intervalo deve ser de, cerca de, 5 minutos. A forma correta √© puxar a p√°lpebra inferior para formar uma bolsa e instilar uma gota que √© o suficiente. Colocar mais de uma gota de uma s√≥ vez causa um transbordamento e a outra gota ser√° eliminada. Como se usa corretamente pomada nos olhos? Ao usar a pomada puxe a P√ĀLPEBRA inferior para baixo ou aplique uma pequena quantidade na ponta do dedo indicador, fechando os OLHOS e espalhando suavemente sobre as palpebras. Ap√≥s a aplica√ß√£o da pomada, as p√°lpebras devem ser suavemente fechadas no periodo de cerca de 2 minutos para dar tempo para que a medica√ß√£o seja absorvida pelo olho. Neste momento evite piscar para n√£o lan√ßar a pomada para fora do olho. Que cuidados devem ser tomados com as medica√ß√Ķes? Evite que o frasco entre em contato com o OLHOS. Mantenha o frasco sempre tampado. Verifique o prazo de validade . Alguns col√≠rios e pomadas necessitam ser guardados na geladeira. N√£o utilize COL√ćRIOS e POMADAS que j√° foram utilizados.[19]





Dormir pouco está relacionado a uma série de enfermidades. Saiba como resolver seus complicadores com o travesseiro:

O sono √© essencial para a vida e √© a base de muitas fun√ß√Ķes fisiol√≥gicas e psicol√≥gicas do organismo, tais como a repara√ß√£o de tecidos, o crescimento, a consolida√ß√£o da mem√≥ria e a aprendizagem. Embora nem todos os adultos precisem do mesmo n√ļmero de horas de sono, os especialistas acreditam que menos de sete horas de sono por noite, numa base cont√≠nua, pode ter consequ√™ncias negativas para o corpo e para o c√©rebro.

A falta de uma boa qualidade do sono tem impacto nos condutores fisiológicos do balanço energético, nomeadamente no apetite, na fome e no gasto energético. Além disso, a privação do sono apresenta efeitos negativos na capacidade do corpo distribuir a glicose sanguínea e pode aumentar o risco de diabetes tipo II.

Obesidade

Obesidade

Um estudo realizado numa grande popula√ß√£o demonstrou uma rela√ß√£o significativa entre a habitual dura√ß√£o do sono curta e o aumento no √≠ndice de massa corporal (IMC). A reduzida dura√ß√£o do sono est√° associada a altera√ß√Ķes nos horm√īnios que controlam a fome; exemplificativamente, os n√≠veis de leptina (ac√ß√£o na redu√ß√£o do apetite) baixam, enquanto os n√≠veis de grelina (ac√ß√£o estimulante do apetite) aumentam. Estes efeitos observam-se quando a dura√ß√£o do sono √© inferior a 8 horas, sugerindo que a priva√ß√£o de sono √© um fator de risco para a obesidade. Num estudo realizado numa popula√ß√£o masculina saud√°vel, descobriu-se que uma m√©dia de 4 horas de sono est√° associada a um desejo significativo de alimentos cal√≥ricos, com um conte√ļdo mais elevado de hidratos de carbono (alimentos doces, salgados e ricos em hidratos de carbono complexos). Estes indiv√≠duos tamb√©m manifestaram ter mais fome.

√Č necess√°rio ter em considera√ß√£o tamb√©m que quanto menos horas se dorme, mais tempo se tem para comer e beber. Existem estudos que mostram que este √© um fator que contribui para os aspectos obesog√©nicos da redu√ß√£o do n√ļmero de horas de sono.

Estresse

Estresse

O horm√īnio cortisol, conhecido como o horm√īnio do stress, √© respons√°vel por manter o corpo em estado de alerta. Segundo a¬†pneumologista e especialista em doen√ßas do sono Heloisa Glass, quando ele est√° em n√≠veis normais, √© extremamente relevante para o funcionamento do corpo. "Com o cortisol baixo, o corpo fica mais sens√≠vel √† dor e desenvolve um cansa√ßo acima do normal", explicou a especialista.

Problemas relacionados ao sono aumentam a produção de cortisol, o que mantém o corpo em constante estado de alerta, sem espaço para o descanso da noite. Isso faz com que o corpo não descanse a musculatura.

H√° ainda o horm√īnio conhecido como melatonina. Quando o dia acaba e o sol se p√Ķe, a aus√™ncia da luz naturalmente inibe a produ√ß√£o desse horm√īnio no corpo, o que √©, segundo Heloisa Glass, um "sinal para dormir". Os atuais h√°bitos noturnos, em especial da faixa et√°ria que vai dos 16 aos 38 anos, impedem o que deveria ser a a√ß√£o natural do corpo √† noite.

Depress√£o

Apneia

Dormir poucas horas por noite tamb√©m pode aumentar as chances de elaborar depress√£o.¬†A¬†falta de sono¬†pode trazer complicadores psicol√≥gicos, principalmente em adolescentes que ainda n√£o conseguem lidar com quest√Ķes emocionais. O tempo de sono suficiente para revitalizar uma pessoa pode variar, por√©m, o ideal s√£o oito horas de sono por noite.

Diabetes

Diabetes

A redu√ß√£o dos per√≠odos de sono est√° associada a uma redu√ß√£o da toler√Ęncia √† glicose. A toler√Ęncia √† glicose √© um termo que descreve a forma como o organismo controla a disponibilidade de glicose sangu√≠nea para os tecidos e c√©rebro. Em per√≠odos de jejum, o elevado n√≠vel de glicose e insulina no sangue indica que a distribui√ß√£o da glicose pelo organismo √© realizada de forma inadequada. H√° evid√™ncias que demonstram que a baixa toler√Ęncia √† glicose √© um fator de risco para a diabetes tipo II. Estudos sugerem que a restri√ß√£o do sono, a longo prazo (menos de 6,5 horas por noite), pode reduzir a toler√Ęncia √† glicose em 40%.

Hipertens√£o

Hipertens√£o

Quem dorme mal tem cinco vezes mais chance de elaborar um quadro de pressão alta do que uma pessoa sem complicadores para dormir. O causador é a mistura de cortisol, adrenalina e noradrenalina, que tem ação vasoconstritora, o que favorece não só a hipertensão, como as arritmias cardíacas.

√Č necess√°rio buscar um m√©dico quando estas interrup√ß√Ķes do sono prejudicam a rotina da fam√≠lia, n√£o deixando que um ou mais membros tenham uma noite tranquila de descanso, pois dormir √© essencial para a nossa sa√ļde.

Confira como garantir uma boa noite de sono

  [14]



Quem é de Minas tem de conhecer as belezas das Minas Gerais

Estar em Diamantina √© voltar no tempo. Declarada Patrim√īnio cultural da Humanidade pela Unesco, o Centro Hist√≥rico da cidade se desenvolveu por ser uma regi√£o muito rica em ouro e diamantes. Suas ruas e becos √≠ngremes d√£o um ar de romantismo a cidade, que ficou conhecida como a "cidade das serenatas".

Possui, entre os paralelep√≠pedos que decoram toda a cidade, um patrim√īnio arquitet√īnico bastante preservado. As festas religiosas - Festa do Divino e Nossa Senhora do Ros√°rio - tamb√©m s√£o atra√ß√Ķes bastante procuradas.

Atra√ß√Ķes, Artesanato, Gastronomia e Informa√ß√Ķes

Atra√ß√Ķes

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos Igreja mais antiga de Diamantina, construída por escravos em 1731 para ser a sede da Irmandade dos Pretos. A fachada é em estilo rococó. Praça Dom Joaquim. Terça a sábado, 8h às 12h e 14h às 18h; domingo e feriados, 9h às 12h.

Igreja de São Francisco de Assis Em estilo rococó, com pinturas no forro e talhas adornadas a ouro, foi erguida entre 1766 e 1772. Rua São Francisco de Assis. (interior em reforma, sem previsão de abertura à visitação).

Passadi√ßo Casa da Gl√≥ria O passadi√ßo suspenso que liga os dois casar√Ķes, um de cada lado da rua, √© um dos cart√Ķes-postais da cidade. A passarela foi constru√≠da por volta de 1890 para que freiras e internas do col√©gio vicentino pudessem atravessar a rua protegidas dos olhares alheios. Hoje funciona no local o Instituto de Geologia Eschwege. Rua da Gl√≥ria, 298. Segunda a sexta, 9h √†s 12h e 13h √†s 18h.

Casa de Chica da Silva A imponência da casa mostra o poder alcançado pela ex-escrava que seduziu o homem mais rico da Diamantina colonial, o contratador de diamantes João Fernandes de Oliveira. As janelas têm treliças de madeira que, segundo a lenda, permitiam que Chica da Silva enxergasse a rua sem ser percebida. Praça Lobo de Mesquita, 266. Horário de Funcionamento: Terça a Sábado, das 12h às 17h30; Domingo, das 9h às 12h.

Museu da Mem√≥ria do P√£o de Santo Ant√īnio Instalado dentro do Asilo do P√£o de Santo Ant√īnio, √© um museu da imprensa, onde est√£o expostos antigos equipamentos gr√°ficos utilizados para a impress√£o do jornal da cidade, entre outros objetos.

Igreja Nossa Senhora do Carmo Conclu√≠da em 1765, √© a igreja mais rica da cidade, com talha ornada a ouro, pinturas no forro e um √≥rg√£o antigo. Teve sua constru√ß√£o financiada por Jo√£o Fernandes de Oliveira, o homem que vivia com a ex-escrava Chica da Silva. A torre fica nos fundos, n√£o na frente do templo, como era usual (diz o folclore local que tal mudan√ßa foi motivada por uma exig√™ncia de Chica da Silva, que n√£o queria ter seu sono perturbado pelo badalar dos sinos). Rua do Carmo, s/ n¬į. Ter√ßa a s√°bado, 8h √†s 12h e 14h √†s 18h; domingo, 8h √†s 12h.

Artesanato

Um dos produtos mais difundidos do artesanato de Diamantina s√£o os tapetes arraiolos, vendidos na Cooperativa Artesanal da cidade. J√≥ias e bonecos de palha tamb√©m se destacam. Na cidade podem ser encontradas, ainda, as famosas cer√Ęmicas do Vale do Jequitinhonha.  

Gastronomia

A gastronomia de Diamantina √© tipicamente mineira, com direito a forno √† lenha em alguns restaurantes da cidade. O destaque vai para o tutu de feij√£o, o frango com quiabo, o angu, o arroz e a couve mineira, e o feij√£o tropeiro. Como n√£o poderia deixar de faltar, cacha√ßa mineira tamb√©m entra no card√°pio, para os que apreciam degustar aguardente para abrir o apetite.  

Informa√ß√Ķes

Secretaria de Turismo
(38) 3531-9527
www.diamantina.mg.gov.br
Central de Turismo
(38) 3531-8060
(38) 3531-9532
Clima:
A cidade est√° situada a uma altitude de 1.280 m, na regi√£o do Alto Rio Jequitinhonha. Possui um clima ameno e esta√ß√Ķes bastante definidas.
Acessos:
Por via rodovi√°ria:
De Belo Horizonte: BRs 040, 135 e 259.
De S√£o Paulo: BRs 381, 040, 135 e 259.
Por via aérea:
A cidade tem um aeroporto regional, que recebe v√īos regulares a partir de Belo Horizonte √†s sextas- feiras e aos domingos.
Dist√Ęncias de Diamantina:
Belo Horizonte: 285 km
S√£o Paulo: 868 km
Melhores √Čpocas
As esta√ß√Ķes n√£o s√£o muito regulares no Vale dos Jequitinhonha, onde est√° localizada Diamantina. Os ver√Ķes s√£o mais chuvosos, notadamente Janeiro, portanto √© preciso verificar a previs√£o antes de acessar as estradas de terra. Por causa das chuvas freq√ľentes, as vesperatas n√£o acontecem entre Novembro e Fevereiro. O calor √© intenso nesta √©poca do ano. No inverno n√£o chega a fazer muito frio. O c√©u fica mais limpo e bonito, √≥timo para belas fotografias. Geralmente as noites s√£o bem agrad√°veis.
[15]

Dormir pouco está relacionado a uma série de enfermidades. Saiba como resolver seus problemas com o travesseiro:

O sono √© essencial para a vida e √© a base de muitas fun√ß√Ķes fisiol√≥gicas e psicol√≥gicas do organismo, tais como a repara√ß√£o de tecidos, o crescimento, a consolida√ß√£o da mem√≥ria e a aprendizagem. Embora nem todos os adultos precisem do mesmo n√ļmero de horas de sono, os especialistas acreditam que menos de sete horas de sono por noite, numa base cont√≠nua, pode ter consequ√™ncias negativas para o corpo e para o c√©rebro.

A falta de uma boa qualidade do sono tem impacto nos condutores fisiológicos do balanço energético, nomeadamente no apetite, na fome e no gasto energético. Além disso, a privação do sono apresenta efeitos negativos na capacidade do corpo distribuir a glicose sanguínea e pode aumentar o risco de diabetes tipo II.

Obesidade

Obesidade

Um estudo realizado numa grande popula√ß√£o demonstrou uma rela√ß√£o significativa entre a habitual dura√ß√£o do sono curta e o aumento no √≠ndice de massa corporal (IMC). A reduzida dura√ß√£o do sono est√° associada a altera√ß√Ķes nos horm√īnios que controlam a fome; por exemplo, os n√≠veis de leptina (ac√ß√£o na redu√ß√£o do apetite) baixam, enquanto os n√≠veis de grelina (ac√ß√£o estimulante do apetite) aumentam. Estes efeitos observam-se quando a dura√ß√£o do sono √© inferior a 8 horas, sugerindo que a priva√ß√£o de sono √© um fator de risco para a obesidade. Num estudo realizado numa popula√ß√£o masculina saud√°vel, descobriu-se que uma m√©dia de 4 horas de sono est√° associada a um desejo significativo de alimentos cal√≥ricos, com um conte√ļdo mais elevado de hidratos de carbono (alimentos doces, salgados e ricos em hidratos de carbono complexos). Estes indiv√≠duos tamb√©m manifestaram ter mais fome.

√Č necess√°rio ter em considera√ß√£o tamb√©m que quanto menos horas se dorme, mais tempo se tem para comer e beber. Existem estudos que mostram que este √© um fator que contribui para os aspectos obesog√©nicos da redu√ß√£o do n√ļmero de horas de sono.

Estresse

Estresse

O horm√īnio cortisol, conhecido como o horm√īnio do stress, √© respons√°vel por manter o corpo em estado de alerta. Segundo a¬†pneumologista e especialista em doen√ßas do sono Heloisa Glass, quando ele est√° em n√≠veis normais, √© extremamente importante para o funcionamento do corpo. "Com o cortisol baixo, o corpo fica mais sens√≠vel √† dor e desenvolve um cansa√ßo acima do normal", explicou a especialista.

Problemas relacionados ao sono aumentam a produção de cortisol, o que mantém o corpo em constante estado de alerta, sem espaço para o descanso da noite. Isso faz com que o corpo não descanse a musculatura.

H√° ainda o horm√īnio conhecido como melatonina. Quando o dia acaba e o sol se p√Ķe, a aus√™ncia da luz naturalmente inibe a produ√ß√£o desse horm√īnio no corpo, o que √©, segundo Heloisa Glass, um "sinal para dormir". Os atuais h√°bitos noturnos, em especial da faixa et√°ria que vai dos 16 aos 38 anos, impedem o que deveria ser a a√ß√£o natural do corpo √† noite.

Depress√£o

Apneia

Dormir poucas horas por noite tamb√©m pode aumentar as chances de desenvolver depress√£o.¬†A¬†falta de sono¬†pode trazer problemas psicol√≥gicos, principalmente em adolescentes que ainda n√£o conseguem lidar com quest√Ķes emocionais. O tempo de sono suficiente para revitalizar uma pessoa pode variar, por√©m, o ideal s√£o oito horas de sono por noite.

Diabetes

Diabetes

A redu√ß√£o dos per√≠odos de sono est√° associada a uma redu√ß√£o da toler√Ęncia √† glicose. A toler√Ęncia √† glicose √© um termo que descreve a forma como o organismo controla a disponibilidade de glicose sangu√≠nea para os tecidos e c√©rebro. Em per√≠odos de jejum, o elevado n√≠vel de glicose e insulina no sangue indica que a distribui√ß√£o da glicose pelo organismo √© realizada de forma inadequada. H√° evid√™ncias que demonstram que a baixa toler√Ęncia √† glicose √© um fator de risco para a diabetes tipo II. Estudos sugerem que a restri√ß√£o do sono, a longo prazo (menos de 6,5 horas por noite), pode reduzir a toler√Ęncia √† glicose em 40%.

Hipertens√£o

Hipertens√£o

Quem dorme mal tem cinco vezes mais chance de desenvolver um quadro de pressão alta do que uma pessoa sem problemas para dormir. O causador é a mistura de cortisol, adrenalina e noradrenalina, que tem ação vasoconstritora, o que favorece não só a hipertensão, como as arritmias cardíacas.

√Č necess√°rio procurar um m√©dico quando estas interrup√ß√Ķes do sono prejudicam a rotina da fam√≠lia, n√£o deixando que um ou mais membros tenham uma noite tranquila de descanso, pois dormir √© essencial para a nossa sa√ļde.

Confira como garantir uma boa noite de sono

  [14]

Quem é de Minas tem de conhecer as belezas das Minas Gerais

Estar em Diamantina √© voltar no tempo. Declarada Patrim√īnio cultural da Humanidade pela Unesco, o Centro Hist√≥rico da cidade se desenvolveu por ser uma regi√£o muito rica em ouro e diamantes. Suas ruas e becos √≠ngremes d√£o um ar de romantismo a cidade, que ficou conhecida como a "cidade das serenatas".

Possui, entre os paralelep√≠pedos que decoram toda a cidade, um patrim√īnio arquitet√īnico bastante preservado. As festas religiosas - Festa do Divino e Nossa Senhora do Ros√°rio - tamb√©m s√£o atra√ß√Ķes bastante procuradas.

Atra√ß√Ķes, Artesanato, Gastronomia e Informa√ß√Ķes

Atra√ß√Ķes

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos Igreja mais antiga de Diamantina, construída por escravos em 1731 para ser a sede da Irmandade dos Pretos. A fachada é em estilo rococó. Praça Dom Joaquim. Terça a sábado, 8h às 12h e 14h às 18h; domingo e feriados, 9h às 12h.

Igreja de São Francisco de Assis Em estilo rococó, com pinturas no forro e talhas adornadas a ouro, foi erguida entre 1766 e 1772. Rua São Francisco de Assis. (interior em reforma, sem previsão de abertura à visitação).

Passadi√ßo Casa da Gl√≥ria O passadi√ßo suspenso que liga os dois casar√Ķes, um de cada lado da rua, √© um dos cart√Ķes-postais da cidade. A passarela foi constru√≠da por volta de 1890 para que freiras e internas do col√©gio vicentino pudessem atravessar a rua protegidas dos olhares alheios. Hoje funciona no local o Instituto de Geologia Eschwege. Rua da Gl√≥ria, 298. Segunda a sexta, 9h √†s 12h e 13h √†s 18h.

Casa de Chica da Silva A imponência da casa mostra o poder alcançado pela ex-escrava que seduziu o homem mais rico da Diamantina colonial, o contratador de diamantes João Fernandes de Oliveira. As janelas têm treliças de madeira que, segundo a lenda, permitiam que Chica da Silva enxergasse a rua sem ser percebida. Praça Lobo de Mesquita, 266. Horário de Funcionamento: Terça a Sábado, das 12h às 17h30; Domingo, das 9h às 12h.

Museu da Mem√≥ria do P√£o de Santo Ant√īnio Instalado dentro do Asilo do P√£o de Santo Ant√īnio, √© um museu da imprensa, onde est√£o expostos antigos equipamentos gr√°ficos utilizados para a impress√£o do jornal da cidade, entre outros objetos.

Igreja Nossa Senhora do Carmo Conclu√≠da em 1765, √© a igreja mais rica da cidade, com talha ornada a ouro, pinturas no forro e um √≥rg√£o antigo. Teve sua constru√ß√£o financiada por Jo√£o Fernandes de Oliveira, o homem que vivia com a ex-escrava Chica da Silva. A torre fica nos fundos, n√£o na frente do templo, como era usual (diz o folclore local que tal mudan√ßa foi motivada por uma exig√™ncia de Chica da Silva, que n√£o queria ter seu sono perturbado pelo badalar dos sinos). Rua do Carmo, s/ n¬į. Ter√ßa a s√°bado, 8h √†s 12h e 14h √†s 18h; domingo, 8h √†s 12h.

Artesanato

Um dos produtos mais difundidos do artesanato de Diamantina s√£o os tapetes arraiolos, vendidos na Cooperativa Artesanal da cidade. J√≥ias e bonecos de palha tamb√©m se destacam. Na cidade podem ser encontradas, ainda, as famosas cer√Ęmicas do Vale do Jequitinhonha.  

Gastronomia

A gastronomia de Diamantina √© tipicamente mineira, com direito a forno √† lenha em alguns restaurantes da cidade. O destaque vai para o tutu de feij√£o, o frango com quiabo, o angu, o arroz e a couve mineira, e o feij√£o tropeiro. Como n√£o poderia deixar de faltar, cacha√ßa mineira tamb√©m entra no card√°pio, para os que apreciam degustar aguardente para abrir o apetite.  

Informa√ß√Ķes

Secretaria de Turismo
(38) 3531-9527
www.diamantina.mg.gov.br
Central de Turismo
(38) 3531-8060
(38) 3531-9532
Clima:
A cidade est√° situada a uma altitude de 1.280 m, na regi√£o do Alto Rio Jequitinhonha. Possui um clima ameno e esta√ß√Ķes bastante definidas.
Acessos:
Por via rodovi√°ria:
De Belo Horizonte: BRs 040, 135 e 259.
De S√£o Paulo: BRs 381, 040, 135 e 259.
Por via aérea:
A cidade tem um aeroporto regional, que recebe v√īos regulares a partir de Belo Horizonte √†s sextas- feiras e aos domingos.
Dist√Ęncias de Diamantina:
Belo Horizonte: 285 km
S√£o Paulo: 868 km
Melhores √Čpocas
As esta√ß√Ķes n√£o s√£o muito regulares no Vale dos Jequitinhonha, onde est√° localizada Diamantina. Os ver√Ķes s√£o mais chuvosos, notadamente Janeiro, portanto √© preciso verificar a previs√£o antes de acessar as estradas de terra. Por causa das chuvas freq√ľentes, as vesperatas n√£o acontecem entre Novembro e Fevereiro. O calor √© intenso nesta √©poca do ano. No inverno n√£o chega a fazer muito frio. O c√©u fica mais limpo e bonito, √≥timo para belas fotografias. Geralmente as noites s√£o bem agrad√°veis.
[15]

CARVALHOS MG tspan:3m CARVALHOS MG

E o cadastramento escolar deste ano?

O cadastro escolar é realizado anualmente pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), em conjunto com as prefeituras municipais. Devem se inscrever crianças com seis anos completos ou a completar até 30 de junho do ano em que vão começar a estudar, candidatos às vagas nos demais anos do ensino fundamental que estão se transferindo de outros Estados, municípios ou escolas particulares e, ainda, alunos que vão retomar seus estudos.

Em 2014, a inscrição para o Cadastro Escolar será realizada no período de 21/07/2014 a 25/07/2014, nas agências dos Correios em Belo Horizonte e nos Postos de Inscrição definidos pela Comissão Municipal de Cadastramento, nas cidades do interior. Os documentos necessários ao cadastramento estão listados abaixo. Os alunos já matriculados no ensino fundamental de escolas públicas não precisam se cadastrar.

Documentos necessários: Certidão de nascimento (original e cópia); Conta de luz recente (original e cópia); Comprovante de escolaridade, em caso de transferência para a rede pública ou retorno aos estudos. Valor: Gratuito


Já pensou em fazer carreira militar?

As Forças Armadas Brasileiras não são compostas apenas por militares originários do serviço militar obrigatório. É possível ingressar no Exército, Marinha ou Aeronáutica e seguir carreira nos níveis escolares fundamental, médio ou superior e em diversas áreas de atuação, como medicina, comunicação e engenharia, entre outras.

Cada uma das Forças Armadas possui peculiaridades no processo de seleção, porém, homens e mulheres têm a possibilidade de ingressar no serviço militar a partir da adolescência, mediante aprovação em concurso público, de âmbito nacional, em alguma das Escolas de Formação específicas de cada Força.

A situação do jovem que presta o serviço militar obrigatório, cumprindo o que determina a Lei do Serviço Militar, é diferente da situação do jovem que se inscreve para prestar concurso para uma das Escolas da Força. O primeiro, por força da lei, permanece em alguma das Forças Armadas por um período temporário de no máximo oito anos, diferentemente do jovem aprovado em concurso, que poderá seguir a carreira das Armas e permanecerá na Força até passar para a Reserva Remunerada (uma espécie de aposentadoria militar).


Acidente CARVALHOS MG
Crime CARVALHOS MG
Policia CARVALHOS MG
Eleicao CARVALHOS MG


*noticiasdeminas.net - todos os direitos reservados.